quinta-feira, 30 de junho de 2011

SURPRESA - GUERRILHEIROS VAI PARA A TV ULBRA

Laura Alcaraz leva os Guerrilheiros da Notícia para Ulbra TV

Coquetel de lançamento será realizado na próxima semana

O programa Guerrilheiros da Notícia, fundado pelo jornalista Flávio Alcaraz Gomes, recentemente falecido, passará a ser transmitido pela Ulbra TV. A filha de Flávio, Laura Alcaraz, que dividia a apresentação com o pai, assumirá o comando da atração. Promovido pela Sant’Anna Inamoto, o coquetel de lançamento será realizado na próxima terça-feira, 5, a partir das 19h30, na sede da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris – Rua Celeste Gobato, 81 – Praia de Belas).


O evento foi programado receber cerca de 100 convidados, entre imprensa e personalidades políticas, e nele serão reveladas as novidades do formato renovado. Conforme Rubens Sant’Anna, sócio-diretor da Sant’Anna Inamoto, e neto de Flávio Alcaraz Gomes, adiantou ao Coletiva.net, um dos destaques é o novo cenário adotado. Também será transmitida na ocasião uma homenagem ao fundador do programa. “Os Guerrilheiros da Notícia vai manter a sua essência, agora em horário nobre, mas se adaptar à modernidade”, afirmou Rubens.


O programa foi fundado ainda na TV Guaíba (hoje, Rede Record RS), onde permaneceu 18 anos. Após, foi levado para a Rede Pampa, onde foi transmitido até fevereiro deste ano.
( FONTE - COLETIVA NET)
..............................................................................
Digo eu agora.
Resta saber quem fica no Programa Clóvis Duarte ( enfermo, ao que consta). No Pampa Boa Noite nossa turma permanece coesa e firme em torno do P. Sérgio.
Desejo boa sorte à Laura, irmã do meu querido ex aluno Alcides Alcaraz Gomes.

RENATO SAIU PORQUE ERA UM CAPATAZ APATRONADO

Sou colorado, mas a maioria dos meus amigos é gremista, inclusive vários membros da Diretoria e conselheiros.
É o seguinte.
Na Campanha existe um ditado para aquele gerente de fazenda que se " apatrona". Vale dizer: como ele está todo o dia envolvido, acaba se achando meio dono, toma medidas à revelia do patrão e, mesmo sendo bom e honesto, vai acabar  sendo despedido. Não dá para ficar com um capataz apatronado. Ele conhece da porteira para dentro. Mas da porteira pra fora ele não sabe lhufas.
Renato Gaúcho é um baita técnico, mas dava nos dedos da Diretoria.
Então foi só aguardar um pouco por uma derrota, meter um pouco de fogo  amigo e, rua....
É ou não é?

ESCOLAS E UNIVERSIDADES - OS RECORRENTES FALSOS DILEMAS

Vinha caminhando com meu filho Rudolf em direção ao Marinha para jogar um futi, quando ele me disse que alguns colegas de colégio estão pedindo transferência para outros, com medo da reprovação.
Ele, no começo deste ano letivo, tivera um início de apreensão, pois viera transferido do interior e tinha algumas dificuldades de encaixe.
Na ocasião lhe disse que, em minha vida de juiz várias vezes me deparei com volumosos processos, os quais me  causavam medo e receio, pois encerravam matéria complicada. Ao invés de os deixar mofando na pilha, os dissecava por dias e dias, até dominar a matéria e sentenciar com  tranquilidade e firmeza.
Disse-lhe, pois, que fizesse o turno inverso. Vale dizer: de manhã aulas e de tarde as recuperações. O resultado foi alvissareiro, acompanhado de algumas olheiras e outras renúncias ( como internet, tv , etc.).
A toda hora ouço choradeiras de alunos acusando seus colégios e faculdades que " não os aprovaram no vestibular", que " não os aprovaram no exame da OAB".
A verdade nua e crua é que nem todas as pessoas tem fibra, pertinácia, garra, para estudar com afinco.
É mais fácil acusar os professores.
Depois vão acusar os políticos, os jornalistas, os amigos e, bem no final, a própria família, por um fracasso que é só deles.
Não dá para  almoçar e assoviar ao mesmo tempo. Não tem como progredir sem muito, mas muito esforço.
E os pais, ao invés de ficarem de lamúrias em reuniões de colégio, sentem com seus filhos e os ajudem então a estudar. Nos livros e no Google tem tudo.  Professor é só para dar o retoque.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

BOMBOU O EVENTO DO LENDÁRIO DR. RAUL VALLS

São admiráveis  os jardins internos que cercam o Solar dos Câmara. Árvores frondosas, arquitetura caprichada.
Uma tábua  de queijos e vinhos . Gente querida e bonita prestigiando o benemérito médico Raul Valls, com seu projeto " De mãos com a África".
Peço encarecidamente que meus amigos de todos os quadrantes que não fiquem com ciúme, mas os uruguaianenses são muito afetivos.
E ali ficamos contando histórias.
Até disse para um casal que encontrei e com o qual Maristela e eu conversamos muito: eu queria amanhecer aqui charlando com vocês.
Era tanta gente querida e bonita que compareceu, que  decidi não mencionar os nomes, louco de medo de magoar alguém por omissão.
As fotos falarão por si, no meu blog, no do dr. Raul e no do Fernando Alves.






QUE COISA MAIS ATRASADA SUPERMERCADO FORNECER SACOLAS PLÁSTICAS PARA AS COMPRAS. IMPERDÍVEL ARTIGO DA BIÓLOGA ELIZIANE PIVOTTO.

Da primeira vez que fui a Europa,  nos anos 80, os Supermercados já não forneciam sacolas plásticas e o lixo residencial era coletado em conteiners já com tulhas para os diversos tipos de lixo. Cada cidadão, até hoje, tem que levar sua sacola, geralmente de pano.
Aqui no Brasil ainda tem isso de colocar lixos nas sacolas plásticas , na beira das calçadas e os cuscos arrebentando e espalhando por aí.
O vício terceiromundista não nos abandona, não adianta. Nem a pobreza é desculpa para  tanto lixo espalhado por aí.
Aconselho muito um baita artigo da mestra em ecologia Eliziane Pivotto Mello.  
http://ecolizi.blogspot.com/

VIAJAR É INDISPENSÁVEL ( para lugares de fundamento)

Quantas vezes já disse que a sorte de muitos é não ter viajado. Do contrário não engoliriam tantos absurdos e exigiriam melhorias em suas cidades. Mas como não conhecem coisa melhor, ficam achando tudo muito lindo e até o atraso legal.
Leiamos as observações de Gilberto Simões Pires, que se banha nas águas azuis da Côte d'Azur:
................
Quem tem a possibilidade de viajar para o exterior, e faz isto com muito gosto, geralmente se flagra comparando o estilo e a qualidade de vida dos moradores dos locais visitadas, com o seu, na cidade onde reside.

Neste tipo de observação, considerando o perfil de cada leitor/assinante do Ponto Crítico e respeitando as preferências individuais, os pontos geralmente mais observados são:
segurança, limpeza, paisagem, retorno dos impostos pagos, serviços públicos oferecidos, sistema urbano, equipamentos públicos à disposição, iluminação, pavimentação, hospitais, facilidade para estacionar, sistemas de transportes, escolas, educação do povo e, principalmente, a cidadania.

Ora, por mais que muita gente se declare apaixonado pela cidade onde vive, com todos os defeitos e virtudes, e afirme que é feliz por morar próximo dos parentes e amigos, isto não elimina as eventuais vantagens observadas nos países de primeiro mundo.

Uma coisa é pacífica: mesmo que cada país tenha lá seus encantos, nenhum consegue ser perfeito na ótica de todos os seus cidadãos. Todos, portanto, têm lá seus defeitos. Entretanto, ao comparar o Brasil com países de primeiro mundo (os preferidos dos turistas), já é notório os pontos que mais nos destacamos: na corrupção, na injustiça, na insegurança e na falta de cidadania.

Daí que a volta pra casa (a minha acontece no final desta semana), depois de passar bons dias na França, é de chorar. Tomando por base o que presenciei e analisei em Nice e arredores, o que mais lamento é não ter nascido e me criado nesta região.

É HOJE NO SOLAR DOS CÂMARA

Vale a pena dar uma chegada hoje ( entrada pela Assembléia) e conhecer a obra e o projeto do glorioso dr. Raul Valls , da não menos  gloriosa Uruguaiana.
Vão no site abaixo e se inteirem.
http://www.discovering.com.br/

O PUM DOS BOIS É O CULPADO DE TUDO

Era tudo o que me faltava. Veículo da grande imprensa disse isso ontem.
Muito gozado. Na estância de nossa família e em todas que visitei, a Natureza é exuberante, árvores medram, flores desabrocham, a cada primaverta reverdejam os campos.  E na águas das sangas não vejo espumas flutuantes, nem pets, nem sofás atirados, nem pneus abandonados.
Todo mundo canta o ar puro do campo.
Em compensação quando se vai para o centro de uma cidade ou suas periferias, o que se vê e cheira é de amargar. O que fizeram com nossos rios cujas águas estão poluídas. Ação de quem? do homem. E a fumaça tóxica e poluente lançada na atmosfera? E o excesso de automóveis particulares?
Essa notícia é tão bufa como um pum soltado no elevador.

terça-feira, 28 de junho de 2011

AS ATRIBULAÇÕES AMOROSAS DE FHC

Deu na newsletter de Mendelski

OUTRO FILHO DE FHC (1)

Tomás, um jovem de 18 anos, que seria filho de FHC (reconhecido por ele, num cartório em Madri) não o é na realidade. Um exame de DNA provou isso. Mas há outro filho esperando o mesmo.

OUTRO FILHO DE FHC (2)

Leonardo dos Santos Pereira é mais velho que Tomás e seria filho de FHC com uma empregada doméstica que trabalhava na casa de Dona Ruth Cardoso. A mãe de Leonardo impressionou FHC pela sua beleza.

OUTRO FILHO DE FHC (3)

Maria Helena – o nome da jovem doméstica – não ficou desamparada quando foi demitida por Dona Ruth. FHC deu-lhe dois pequenos apartamentos e ainda lhe comprou uma loja na periferia de Brasília que está alugada.

SITUAÇÃO ATUAL

Hoje, Maria Helena e seu filho trabalham no Senado Federal. Ela é copeira e serve cafezinho nos gabinetes da Ala Teotônio Vilela, já o jovem Leonardo é auxiliar de serviços gerais na gráfica da Casa. As informações sobre FHC e seus relacionamentos são do jornalista Carlos Newton da Tribuna da Imprensa Online.
.......................................................................................................................................

É como sempre diz um ex amigo meu: um fio de pentelho, ops, de pelo pubiano tem mais força que umas duas juntas de boi zebu.
É o preço que se paga pelo excesso de saúde, aliado a uma certa irresponsabilidade.
Da minha parte não atiro pedra em ninguém.
Mas isso de reconhecer filho alheio como próprio foi uma baita duma falta de feeling de nosso querido FHC. Feeling em termos de  não sentir o " cachorro" que lhe estavam passando... Nessa hora tem que pagar para ver, pois o estrago está feito.
Se é que me entendem....

EIS OS CONTEMPLADOS COM A VIAGEM AO PISCINÃO DE RAMOS

A direção do blog informa que a viagem é de ônibus e só de ida.....

DES. ELISEU
Ruy amigo. Essas indagações se encaixam  na instituição que o Millor Fernandes um dia criou, quando ainda trabalhava para a revista O CRUZEIRO,.  Era o Ministério das Perguntas Cretinas. Por exemplo : tu ligas para a casa de unm amigo, usando o telefone fixo. Ele atende. E quem ligou : TU ESTÁS EM CASA ? Na verdade, Ruy – e sem querer ganhar o maravilhoso prêmio -  as pessoas tem certa dificuldade em iniciar uma conversa. Então o besteirol fica desatado , esperando que engrene uma conversa razoável. Convém não esquecer que nós, brasileiros, herdamos a prolixidade latina. No meio da verborragia, não há como evitar lugares colmuns, repetições e observações descabidas. Deve ser isso. Um abraço do E liseu
...................................................................
JOÃO LEMES

  Não, não... se eu trabalhasse (subjuntivo) contigo, seria uma briga feia
> para saber qual seria o mais crítico. Eu acrescentaria ainda no teu belo
> texto: por que as pessoas dizem a toda hora: "assim, oh" e "olha, só".
> Abração, meu nobre guru.
>

.......................................
LOEFFLER
Falando em coisas irracionais, lembro quando lotado em Cambará do Sul, de vez em quando retornava para Taquara e reabastecia em São Fracisco de Paula e em várias ocasiões via paulistas, especialmente, eufóricos perguntando aos frentistas quando tempo ainda levariam para ver a neve. Tinha vontade e mandá-los às casas de suas mamães.

SÓ MAIS UMAS PERGUNTINHAS

Está rendendo muito o assunto dos " bons modos".
Então quero perguntar aos meus impávidos leitores mais umas  cositas:
1) Por que as pessoas usam tanto, tanto, tanto "COM CERTEZA", até quando não a tem?
2) Por que, se ligo para o celular de um amigo, que tem salvo meu número, ele retorna e pergunta: " me telefonaste" ?
3) Por que, quando conto algo de maravilhoso que aconteceu a um conhecido, a pessoa pergunta: " e ele ficou feliz?"
4) Por que, depois de três horas de espera na sala de embarque, mal as pessoas entram no avião , já querem ir ao banheiro ou pedem um copo d'água?
5) Como bem refere o Previdi,  por que tanta euforia com a neve, se isso nem é bem neve?
6) Agora a pior: por que as pessoas perguntam quando já sabem a resposta?

Para as melhores obervações sortearei  2 passagens de ônibus, só de ida, ao Piscinão de Ramos.

MAIS SOBRE BONS MODOS

Meus caros,
 
   Concordo com o que os antecessores já disseram e repisaram, porque os tempos se dividem em ciclos e assim, como as     variações climáticas, para tudo há um momento.
   Na época francesa dos Luíses havia uma completa libertinagem, a zorra era total, copiando a expressão do discutível programa global, mas também terminou e vieram os tempos fechados do século anterior ao anterior (dá pra dizer assim ?) e aí abriu-se total à licensiosidade; agora, como bem diz o nobre Dr. Rogowski, a tendência é 'descambar' ao rigorismo novamente. Quando ? Logo, logo !  Por que ?
   E já parafraseando o ' curto ' deputado Tiririca : "Pior não há de ficar ! "
   Enfim, . .
 
   Saudações
 
    AFoerster
......................................................

Amigo Ruy, 
minha posição a respeito destas “cousas” é bem conhecida, inclusive, já foi postada no teu blog, mas não custa repeti-la.
Então, torno a dizer que sou otimista, acho que um dia os homens de bem vencerão essa guerra, porém, antes que esse dia chegue ainda vai piorar.
Por paradoxal que pareça devemos nos alegrar quando as coisas ficarem ainda piores, pois, o caos prenuncia uma nova ordem.
Como nos ensina a milenar sabedoria chinesa, em épocas de obscurecimento o homem não deve se deixar conduzir pelos hábitos da maioria nem deve confrontá-los publicamente, é preciso deixar passar muita coisa, porém, sem se deixar enganar.
Há um momento em que a escuridão chega ao ápice. O poder das trevas alcançou ao início uma posição tão elevada que podia ferir todos os que seguiam a luz e o bem, porém, ao final, ele perece, vítima de sua própria escuridão. O mal sucumbe inexoravelmente no momento em que supera por completo ao bem, por ter assim consumido a força à qual devia sua existência.
Concluindo, é quando a noite se torna mais negra que ela consome a si mesma e o sol surge majestoso.
Uma nova aurora se aproxima!
Abraço.
Rogowski
-- 

SOBRE BONS MODOS

Bom dia meu amigo!

Acho que a guerra não está perdida! Nunca estará! Pois sempre haverá sujeitos muito bem educados que, onde estiverem (até na ZONA kkk - para dar um exemplo chulo) irão se portar de maneira adequada, com educação e respeito. SR. DR. DR.ª. Por Favor. Obrigado. Desculpe. Vênia. Silêncio quando outro fala e etc. Toda acumulação de séculos de sabedoria e conveniência (como bem citou) ainda irão continuar sendo passados de pai para filho em casa. Esses bons homens irão reproduzir isso com seus filhos e assim por diante. Agora, casos perdidos são casos perdidos. Pessoas que não conseguem nem falar um, por favor, em sua própria casa com sua família, em suas vidas (ou seja em qualquer coisa que façam) vão continuar a ser, no mínimo, desagradáveis, seja no foro ou em qualquer outro lugar. Além disso, muitas vezes, títulos universitários ou cargos públicos pioram as coisas, transformam-se em verdadeiros atestados de má educação. Por isso, meu amigo, o que vale mesmo é o berço. É uma pena que esses são minoria.

Forte abraço

Rodrigo Vontobel Rodrigues  

segunda-feira, 27 de junho de 2011

EIS OS INTEGRANTES DA CHAPA MARCELO - TJRS 2011

Na foto acima vemos, em visita ao presidente do TJ-RS, des. Leo Lima, os integrantes da Chapa liderada por Marcelo Bandeira Pereira.
Da esquerda para a direita: Marcelo Bandeira Pereira, Guinther Spode, Orlando Heemann Jr, Cláudio Baldino Maciel e André Luiz Planella Villarinho.

LÓGICA CARTESIANA OU POR QUE NOSSA TV É TÃO HORRÍVEL

Não só a TV, mas também a maioria das rádios.
Senta aí, parceiro, puxa o banquinho, amiga, que eu explico.
Primeiro na Europa  ( a parte civilizada dela) e depois nos USA ( a parte civilizada), rádios e TVs foram obrigados a ter programas de mais qualidade porque a idade  das pessoas aumentou e esses consumidores exigiram melhor programação.
Tá: e porque ainda tem os Big Brother e outras bobagens, com os " pastores ululantes" na Terra onde Deus nasceu??
Simples.  Porque nós só envelhecemos, não amadurecemos. Com a agravante de tentarmos imitar os jovens.
A mídia não ofereceria esse cardápio porco se o povo não o apreciasse. E os anuncianters vão atrás, no que estão, dentro de sua lógica, certos.
Estarei errado?

DA INEXORÁVEL DESTRUIÇÃO DE RITOS E LITURGIAS

Li um artigo de um advogado, enviado a mim pelo dr. Rogowski, no qual se lamentava o afrouxamento da cerimônia nos Foros e Tribunais.
Mas não é só aí que existe essa abrogação de ritos e liturgias.
Hoje almoçava eu com o Paulo Sérgio Pinto e juntou-se a nós um jovem advogado que insistia em tratar Paulo Sérgio por " senhor", apesar de o ilustre comunicador dispensar  a gala.
Foi quando me dirigi ao moço causídico lhe dizendo:
- és um rapaz que procede de uma família de fundamento e isso explica teu fino trato.
Em muitos países ainda se exige que a criança levante a mão com o dedo indicador para cima e só então se lhe concede licença para falar. Assim era no meu tempo de primário.
Fui criado em Tribunais e Foros nos quais o aparte era pedido com todas as vênias.  Também me foi ensinado a  pedir licença, dizer obrigado e dar passagem aos mais velhos; por igual, que se deve ter critério com os trajes, dependendo de lugar e ocasião.E que a cerimônia evita dissabores.
De outro lado me parece imprudente destruir liturgias, pois elas são nada mais e nada menos do que a acumulação de séculos de sabedoria e conveniência.
Em vários quartéis, onde a hierarquia e a rigidez dos cerimoniais foram  desleixados, o resultado foi catastrófico.  Até numa empresa é conveniente que se observem normas de precedencia e de tratamento.
Mas hoje tudo isso, ao menos na América Latina, são " lérias" e a guerra está perdida.
Ou não?

DE MÃOS DADAS COM A ÁFRICA

domingo, 26 de junho de 2011

CARTA DE UM QUERIDO AMIGO

A F E T O

Pode ser complicado expressarmo-nos e dizer o que realmente sentimos pela pessoa que se escolhe para ser nossa parceira. Cediço é que o amor move-se tanto pela terna afeição como também pelo mortal e indesejável ódio.

Explico: Os doutos e entendidos na matéria, chegam a afirmar que o amor e ódio são faces da mesma moeda. E só no passar cotidiano que se vence as batalhas inglórias sobre essa espinhosa controvérsia.

Indaga-se sobre o porquê disso ?

Primeiro, o real relacionamento se inicia com aquela abrasadora paixão e que se alimenta, não raro, por longo período; mas chega um dia em que a rotina começa a tomar conta desse viver antes tão envolvente, quando cada partner começa revelar seu verdadeiro eu; as diferenças começam a ser notadas, ressaltadas e também é quando começam cobranças, e elas são recíprocas. 

Percebe-se logo quando o casal está revestido do salutar e necessário sentimento profundo [ que os antigos romanos denominavam de  affectio  maritalis (afeição marital)  vel   uxoris (afeição feminina) ] e a impedir que a nefasta face do ódio prevaleça sobre a do amor. Nota-se que essa preponderância do fator amorosidade é que logra subjugar eventual ódio a permear, a ameaçar e comprometer o bom convívio do casal; como a afeição se exibe mais forte,  conserva o par amoroso indene,  pois as mais diversas tentações aí estão - e o tempo todo - em busca de eivar, contaminar os bons relacionamentos.

Indaga-se sobre a razão de todo esse lero. O que, na real, isso lá tem a ver com Ruy & Maristela. Tudo a ver, pois na medida em que o redator do escrito epigrafado coloca, a revelar seu espontâneo reconhecimento e admiração por sua amada, seja porque ela lhe deu o filho e com quem ambos convivem, seja porque ela se esforça, por todos os meios, em suas notórias e variadas atividades. Ah, o amor admiração alimenta o bem viver dum casal, e como o faz ! 

Cumprimento a ambos, pois conviver bem e em harmonia é assaz elogiável; serve ainda como um ótimo elixir para a  futura vida do casal e filho. 

Don Alfredo Foerster, com saudações. 

A PECUARISTA MARISTELA GENRO


Maristela Genro ( Gessinger) é formada em Direito e, concursada , exerce suas funções no Gabinete do Des. Guinther Spode.
Nas poucas horas que lhe sobram depois de ainda ter que zelar pela família, integra a Direção da Associação Brasileira  dos Criadores Ile de France.
Dirige com seu filho Rudolf a Cabanha Gessinger e quando, a exemplo deste fim de semana, se propicia a oportunidade,  calça botas de borracha em dia de chuva e se vai para a mangueira.
Mas também não despreza momentos de descanso junto à lareira da casa da estância.
Não sei de onde tira tanta energia.




OS MISTÉRIOS DO TIROL

Estávamos Maristela e eu no alto daquela montanha, em Innsbruck, observando a estátua de Andreas Hofer, o herói da Independência do Tirol, quando se aproxima uma jovem e nos diz, em alemão, é claro:
- vocês estão vendo aquelas montanhas no outro lado da cidade?  Estão vendo  a frau Hitt?
Ela explicou que havia em Innsbruck uma mulher muito rica, a Frau Hitt. Um dia passou por ela, isso há 500 anos, uma moça pobre, que lhe pediu um pão. A ricaça lhe atirou uma pedra  e gargalhando disse que era isso que ela valia. Mas, ó surpresa, a moça era uma bruxa e ali mesmo transformou a má sra. Hitt naquela imagem que eu não via.
Foi quando a jovial tirolesa me explicou que a gente só vê a imagem depois de duas taças do " vinho quente" tirolês, durante uma nevasca.
- duas taças só?, perguntei.
Ao que a esfuziante jovem nos respondeu:
-  duas só. Depois da 3a., seja o que  Deus quiser...( a jugular dela palpitava e saltava)
O que será que aquela guria quis dizer com isso?
Não seria a bruxa rediviva?

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Nossos touros puros Angus e Brangus, eu e meu cavalo Tiaraju - clique na foto para aumentar









MAIS IMAGENS CAMPEIRAS - Clic em cima de cada foto para ampliar







FOTOS DA ESTÂNCIA REPERCUTEM NO EXTERIOR

Herr Prof. Nestle schrieb :
Guten Morgen Herr Foerster,

offenbar kenne ich den Rui Gessinger nicht, aber er steht mit beiden [Füssen] auf dem Boden - und hat seine Rinder (Ochsen?) gut gezogen.

Herzlichen Gruß

Fritz Nestle
( Tradução - Bom dia sr. Foerster-
não conheço o Ruy Gessinger mas vejo que ele está com os dois pés no chão e cria muito bem seus animais. Cordiais Saudações - Fritz Nestle)
__________________________________________________________________________________________________________________________
Ruy,
veja que nem mesmo te conhecendo - este meu primoroso prof. ginasiano de Biologia - como ele te elogia por esse teu modus vivendi !
certamente que ele gostaria de te conhecer!
Ele já conta com 80 anos bem feitos e é dotado de uma saúde invejável !
Ele mora perto de ULM, local em que ele tem um pissoir  fino, como ele diz, já que possui um aptº. ali.
Já mandei outras fotos de tua fazenda a ele e mostrei da profusão de águas boas que tens nela. Ele tbm
as adorou, como a cascatinha.
Sd ~s
Alfredo Foerster 

quinta-feira, 23 de junho de 2011

NA UNISTALDA DAMOS GRAÇAS PELA CHUVA

Como é bela minha Unistalda.  Choveu maravilhas, os açudes estão cheios e as sangas cantam entusiasmadas. ( E ainda há uns emburrados chamando isso de tempo feio). Viva a chuva, viva a água. Água é vida.  Vamos encher nossos reservatórios e agradeçamos a Deus que nossa situação não é como a de Bagé.
Os campos nativos estão muito bem - ao menos os daqui da volta.
Ouço que a movimentação política já começou  no meu paraíso. Que bom! Faz bem para uma comunidade o cotejo de idéias.
Veio hoje o Breno Salbego lá de Nova Esperança me comprar umas vacas. Saiu faceiro, achando o gado de nossa região louco de especial.
E desafio achar gado mais parelho do que o de nossa região.
NÃO DEIXEM DE ACESSAR O BLOG UNISTALDENSE, que é do nosso futuro vereador Riander.

PONCHO CARNAL VERMELHO E LIDANDO COM AS PURAS BRANGUS - Para ampliar clique em cima da foto





NA ESTÂNCIA - GAROAS, LIDAS E COMIDAS








quarta-feira, 22 de junho de 2011

O MILAGRE DOS BONS PASTORES

Quando eu era piá sempre gostei de ouvir a história do Bom Pastor, o cara que não desistia de  procurar uma ovelha desgarrada. Me comovia isso.
...
Saí 13 horas de P. Alegre, rumbo a Unistalda.  As estradas estão boas. A BR 287 está  toda sinalizada com olhos de gato. Até parece os Esteites ou a Áustria.
Chegamos no km 423 da 287 e pegamos a estradinha de chão, de 7 kms, que nos leva à sede da Estância.  Já noite escura e dê-lhe água. Nos limites da propriedade já via os açudes gordinhos de água; as sangas também.
Chegamos e nosso querido povo atencioso, ansioso, já esperando para descarregar . Abracei demoradamente cada um desses amigos que há um mês não via.
E  nos fomos ao galpão para saber das novidades. Quatro baitas mantas de charque penduradas. O fogo de chão crepitando ( publico as fotos quando voltar).
Depois dos relinchos de praxe e dos presentinhos que trouxe do Exterior, aquele espinhaço ao molho, com massa caseira e muita pimenta.
...
Tá. E o título?
A Fazenda está beleza, como a deixei. Tudo bem cuidado, tudo sereno, o bicharedo gordo e são.
Meus bons pastores, alguns dos quais têm filhos nascidos aqui, um dos quais vai se formar em Veterinária, cuidaram bem do que é nosso.
Deus só nos deu emprestado o paraíso.
Agora vamos comer o espinhaço que se desmancha...
Boa Noite,

AINDA O RUDOLF

Ruy. Todos aqui em casa  ficamos emocionados com o texto do Rudolf. Nos tocou lá no fundo do coração. Quero agradecer
a ele pois chamei nosso filho que também tem 15 anos e é brigado com a escola, com os estudos e obrigações . Lemos todos juntos
e ficamos tocados pela clareza de comprometimento com o saber, com objetivos claros. Muito lindo saber que um carinha com 15 anos
já sabe o que quer.Principalmente nesse mundo atroz que vivemos hoje em dia. Para nós, pais, hoje tudo é mais difícil pois lutamos
24 horas contra informações erradas, pessoas do mal querendo arregimentar nossos filhos. Feliz dos pais que conseguem manter seus filhos
juntos, unidos, preservando a familia. Vocês, Ruy e Maristela estão de parabéns. E o Rudolf claro, mais ainda. Um grande abraço Rudolf.
Com carinho do Ivan, da Cris e do Caio (que ouviu caladinho ao nosso lado e com certeza jamais vai esquecer do texto)
Gracias.



--
Ivanhoé Eggler Ferreira
(019) 3891.5881  9735.2130  (011) 7260.9321                       
São Paulo-Brasil

TE ANTENA, COMPANHEIRO TARSO

Daqui do meu escritório, no 8. andar do Edifício Tribuno, praticamente ao lado do Teatro S. Pedro, escuto os discursos dos manifestantes na frente da Assembléia.
Os oradores são pessoas bem articuladas, não resumem suas falas a cansativas palavras de ordem ou refrões.
Alguns argumentos que brandem me parecem muito procedentes.
Me incomoda a sensação de que o Governo não está dialogando com os funcionários públicos.
Isso fatalmente vai provocar fissuras na estranha e heterogênea base aliada. Muitos deputados vão querer salvar seu couro.
Te antena, companheiro Tarso e começa tu mesmo a conversar - não só com os políticos - mas também com os líderes classistas.
Um dos oradores disse que esse Governo também governa só para os ricos.  Isso me parece grave e toca fundo nas pessoas.

RUDOLF NARRA SUA MUDANÇA DE VOLTA A P. ALEGRE




Nos últimos três anos me acostumei a ficar grandes períodos de tempo longe de meus pais, pois eles trabalham aqui em Porto Alegre. Quando eu vim morar aqui também voltei a ver eles todos os dias. Logicamente eu achei estranho no primeiro mês. Me sentia privado do reinado que eu tinha quando eles não estavam em casa, isso oscilou um pouco o meu humor, mas não o deles. Com o passar do tempo passei a entender que eu não tinha mais um monte de amigos para lotar minha casa quando eles não estavam, todos esses agora se resumiam em dois meu pai e minha mãe.
   Minhas notas baixas nos testes 1 me deixaram calado em casa. Minha mãe notando isso puxava assuntos comigo, mas eu respondi o que ela queria ouvir e não a verdade. Mas a mentira não me levou muito longe, dei a real para ela e desde então comecei a ser mais sincero com meus pais. Eles me deram muitos conselhos e muitas advertências sobre meu rendimento e tornaram a ser muito generosos comigo. Melhorou minha situação. 

Tenho irmãos, todos mais velhos e que não moram comigo. Tenho contato regular com uma de minhas irmãs. Sempre tivemos um relacionamento muito bom.                                  
 Estar no ensino médio significa construir o alicerce da minha vida profissional, portanto ele precisa estar muito bem consolidado para fazer uma grande construção. Sempre tive uma posição muito participativa na aula. Sempre pergunto e argumento muito sobre o conteúdo que está sendo trabalhado, acho que isso faz a diferença em todos os aspectos da vida.
    Isso não me impede de ter uma boa relação com meus colegas, sou uma pessoa muito receptiva e alegre então sempre procuro esclarecer dúvidas dos outros. Às vezes eu não estou em um “bom dia” então meu humor e meu rendimento sofrem flutuações, mas esses são raros.
    Como o professor é meu superior dentro da sala de aula sempre procuro respeitar e ter uma boa relação com esse. Me “aproveito” disso procurando não só aprender o conteúdo, mas também entendê-lo.
    Não tenho hora de estudo definida em casa. Me distraio por uma ou duas horas depois começo a cumprir minhas obrigações.    
( RUDOLF TEM 15 ANOS E ESTUDA NO ROSÁRIO)       
                                                                                                                                        

terça-feira, 21 de junho de 2011

RELEMBRANÇAS ESMAECIDAS

Como aquela foto impressa vai perdendo a " virtude", as cores tomam tonalidades hiperbólicas, inverossímeis, minhas recorrências ao mundo no qual imergi por um tempo esmaecem-se.
Emigrei para me tornar  rural. Era meu sonho. Mas o tempo rural é moroso, sobraram horas. Resulta que me tornei povoeiro, mas de um povo onde as horas também não passavam, pois cada caminho tem seu trote. E cada roca com seu fuso, cada roça com seu uso.
Amanhã é dia de tornar a ser rural por uns dias. Minha alma remancha e reluta.  Teme a concretude, que é bem pior que a idealização.
Vem-me à lembrança Karel Kosik com sua Dialética do Concreto. A concretude pouco tem a ver com a criação fenomênica do espírito.
Se é que me entendem.....

O ESTOURO DE LUIZ CARLOS PRATES - CONFIRA QUE VALE A PENA

DONA YEDA, EXPOINTER OU SIC TRANSIT GLORIA MUNDI

Leio em ZH que a sra. Yeda Crusius ainda se recolhe ao silêncio, mas que tem planos, inclusive prega candidatura independente do PSDB.
Como cambian las cosas...!
Aproxima-se a Expointer, evento em que os Administradores públicos - que são os que produzem riqueza - que devem ser, pelo seu protagonismo - os que trazem aqueles belos animais, reinam absolutos como nas cortes de antanho.
Lembro-me de dona Yeda passeando triunfalmente pelas alamedas, cortejada pelos poderosos da mídia. O nosso querido dr. Sperotto tirou-a para dançar - e me comovo às lágrimas  recordando aquele diáfano par, bailando em pleno sol, no descampado do Parque. Depois foi sua excelência o des. Genaro que lhe pediu uma contradança lá em Não Me Toque.
Quero ver se vão tirar dona Yeda agora em agosto ou a vão deixar sentadinha...

DIVERSAS

* A magistrada e professora - e o mais importante - minha amiga Maria Aracy Menezes da Costa lança a obra OS LIMITES DA OBRIGAÇÃO ALIMENTAR DOS AVÓS  dia 12 de julho, a partir das 19 horas, no Bourbon Shopping Country em P. Alegre.

* O SUL   REPERCUTINDO ESTE BLOG NA COLUNA DO FESTEJADO COLUNISTA FLÁVIO PEREIRA. É o assunto da tragédia de Guaíba.

* Em alta a inteligência de algumas perguntas de determinados repórteres esportivos:
- Tiéllisson, você ficou feliz ao marcar aquele gol?
- Ramirezsson, você sonha em jogar na seleção?
- Bonjovisson, você aceitaria um convite para jogar no Barça?

* Não ficam para trás alguns repórteres externos e correspondentes do interior:
- Estamos falando aqui da Farrapos, onde o calçamento está molhado devido à chuva.
- Vamos a Bom Jesus: como está o tempo aí Bertôncio?  " aqui nos Campos de Cima da Serra o tempo encontra-se mais ou menos, como em todos camposdecimadaserra, e dos estúdios dos camposdecimadaserra falou  Bertôncio.."
- E aí repórter Saraivada? " Daqui do helicóptero temos uma vista aérea mas não dá pra ver nada devido ao nevoeiro".
* ARRE ÉGUA......

segunda-feira, 20 de junho de 2011

A TRAGÉDIA DE GUAÍBA

Vou deixar para os psiquiatras a análise dessa  turma de desajustados que acham que a mulher é propriedade, é objeto, que não pode decidir seu destino.
E clamo por Justiça e por proteção a toda pessoa que se sinta ameaçada. Rogo que levem a sério quando alguém implora por proteção.
Mas não posso deixar de expressar meu nítido feeling de que a Polícia está com medo de agir.  Sim, ser poilicial é andar sobre o fio agudo da navalha. Um passinho a menos, é desleixo; um passo a mais, é  arbitrariedade.  Difícil ser Polícia hoje em dia.
Claro: com a ameaça constante de sofrer um processo por abuso de poder, o policial pensa mil vezes antes de agir. No caso de hoje ninguém se incomodou e os dois partícipes da tragédia estão mortos. Muito cômodo.
Enquanto isso nós, os contribuintes  mantivemos um aparato policial  madrugada adentro, para manterem um diálogo insano com o insano.
Agora vou entrar no Google para ver se  o instituto de ESTRITO CUMPRIMENTO DO DEVER LEGAL  foi subitamente derrogado.

MÚSICA DE QUALIDADE EM HORÁRIO SIMPÁTICO E AINDA GRÁTIS

Terça Lírica no Palácio da Justiça
vai homenagear Heitor Villa-Lobos
O segundo evento do projeto do Memorial do Judiciário do RS, chamado Terça Lírica no Palácio, vai homenagear um dos maiores compositores brasileiros, Heitor Villa-Lobos. Considerado o precursor do ensino da música nas escolas, por meio do canto orfeônico, nas décadas de 30 e 40, Heitor Villa-Lobos também foi um dos maiores maestros do País. O evento está programado para o próximo dia 21/6, a partir das 18h, no Palácio da Justiça (situado na Praça da Matriz, nº 55, no Centro da Capital).
Estão previstos recitais didáticos com destaque para a obra Floresta Amazônica, que instiga o público a valorizar a riqueza e a diversidade do Brasil. Do conjunto da obra vão ser apresentados: Canção de Amor e Melodia Sentimental. As outras obras são: Modinha, Canção do Poeta do Séc. XVIII e Bachiana nº 05.
As apresentações musicais vão contar com a presença da soprano Luciana Kiefer, Mestre em Música, com ênfase na Canção Brasileira, e do violonista, Daniel Wolff, primeiro doutor em violão do Brasil.
O projeto Terça Lírica acontece sempre na terceira terça-feira do mês, durante todo o ano de 2011. Outras informações sobre a programação podem ser obtidas com o Memorial do Judiciário do RS, pelo telefone: 3210.7176  ou 3210. 7177.
Resumo das obras:
* Canção de Amor e  Melodia Sentimental (Floresta Amazônica), Modinha e  Canção do Poeta do Séc. XVIII: as obras são o resultado das viagens do compositor pelo interior do Brasil. Nestas ocasiões, ele coletou vasto material folclórico que viria a ser uma rica fonte para o amadurecimento do seu estilo nacionalista, apesar das suas primeiras composições serem influenciadas por Wagner, Puccini e Franck, compositores da virada do século, do alto romantismo e do impressionismo francês.
*  Bachianas nº 5: Sua intensa admiração por Bach manifesta-se em sua plenitude com sua obra mais famosas dos anos 1930-45, as Bachianas Brasileiras, para diversas formas de orquestras. Do total de 10, a Bachiana nº 5 foi feita para soprano e orquestra de 8 violoncelos.

AINDA A BABAQUICE DOS FOGUETES

Vejam a interessante troca de correspondência entre meu amigo Foerster e um colega dele, que está na Alemanha.

 Ruy,

mais um acréscimo efetuado sobre teu tema abordado no sábado p. p.;
como podes ver, o meu colega de seminário, Arnoldo Maedche*, pastor
luterano, [igual aquele teu conhecido com quem jogas tênis]
(ignoro se ele* ainda está ativo no mister), mas agora se encontra a visitar
seus afetos em Karlsruhe ( cidadade do STF alemão); dá pra ver que a ele
tbm faltam certos recursos de grafia pro teclado . . .

 AFoerster, já de madruga . .  


.

Prezado colega Alfredo,

Tens razao, é algo primitivo! Os chineses e mais tarde os europeus usavam esse foguetes urbanos para afastar os espíritos maus para salvar os urbanos de epidemias etc etc. ALÉM DOS CACHORROS, o pior é que acontece com os pássaros. O susto faz com que os filhotes sejam abandonados ainda na ninhada e toda uma geração de pássaros vai pro brejo. E mais além, trata-se de uma agressao pública que nao é menor do que os grafiteiros e vandalos. Quem queima fogos de artifício nao é tanto o povao mas uma classe média mal educada e mal informada dos prejuízos ambientais e dos vizinhos que têm bebês. Enfim, barbarismo urbano e intelectual.

Houve tempos que a Igreja tolerava foguetórios às 05 ou 06 horas da manha de domingo para avisar os moradores de que haveria churrascada na "igreja" dos alemaes...

Arnoldo


domingo, 19 de junho de 2011

A CARINHA DOS GENRO É TUDO IGUAL


Tarso é filho do falecido dr. Adelmo Simas Genro, irmão do avô de Maristela.
Mas a raça é forte, vejam como " imprimem" ( para usar uma expressão da genética).