quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

FAKEBOOK - POR ASTOR WARTCHOW

Fakebook
O trocadilho é autoexplicativo. As redes sociais, Facebook especialmente, viraram um território selvagem e incontrolável. Não importa o assunto, o nível de discussão e postagem (e dos internautas), proliferam as mentiras, montagens, difamações, calúnias e injúrias.
Não à toa muitas redes sociais ja adotam, ou pensam em adotar, filtros seletivos e impugnações de postagens. Importa não esquecer que muitos destes atos são crimes contra a honra alheia. Com certeza, não vai demorar, tais irresponsabilidades podem vir a se transformar num dilúvio de ações judiciais.
No âmbito do jornalismo profissional as empresas de comunicação tem recorrido a agencias de verificação e criado equipes internas de auditagem das informações e notícias. Nas atuais circunstâncias negativas já não basta produzir notícias, senão que também é um dever desfazer boatos e esclarecer informações, notadamente aquelas oriundas da internet.
 Importa acrescentar que a postagem de evidentes mentiras ou fotomontagens atraem facilmente os incautos e desinformados, assim como os internautas de má-fé ou motivados por opções ideológicas.
Mais: postagens e compartilhamentos de textos e fotos sensacionalistas e demagógicas geram “cliques” remuneratórios (via publicidade) a seus autores originais. Ou seja, a desinformação e a estupidez estão enriquecendo alguem.
E aqui entre nós brasileiros, face o nível melancólico e despolitizante a que chegamos, tudo indica que durante o processo eleitoral vindouro haveremos de atingir o ápice da degração na internet.           
 Serão tantas as notícias falsas, mentirosas, as difamações, calúnias e injúrias relativamente aos candidatos,  que não haverá advogados suficientes para atender a clientela e a demanda, assim como os próprios tribunais eleitorais irão se enredar num círculo vicioso sem solução objetiva e imediata. O que poderá significar no postergamento de decisões judiciais, resultados eleitorais e consequentes diplomações. Quem viver, verá! 


sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

O AR PURO VALE OURO

Shangri-la, da criação literária de 1925 do inglês James HiltonLost Horizon(Horizonte Perdido), é descrito como um lugar paradisíaco situado nas montanhas do Himalaia, sede de panoramas maravilhosos e onde o tempo parece deter-se em ambiente de felicidade e saúde, com a convivência harmoniosa entre pessoas das mais diversas procedências ( wikipedia).






Hoje falei para alguns amigos que as maiores riquezas das praias de  Xangri La eram a ausência de edifícios na orla, a brancura das areias, o mar e o céu geralmente azuis, a ausência de problemas maiores, as amizades que se cultivam cada dia mais com os residentes fixos e os proprietários de casas, sempre mais e  mais numerosos.  É gente que veio em busca de nova vida, trabalho,paz.
Pois não é que o meu querido amigo e companheiro de tênis, o Alexandre, dono da Farmácia Probel de Rainha do Mar  me asseverou:
- nossa  outra grande riqueza é o AR PURO   e , apesar de muitos não gostarem, também  O VENTO NORDESTE  .
Sim, vento , ar puro, nada de fuligem, poluição, como não me dei conta disso antes? será por isso que ando forte e disposto? Ar é tudo! e ar puro....infelizmente nem todos têm.
( Meus patrícios de Unistalda, eu também adoro aquela linda querência, cujo ar também "é puro e a violência não chegou".) 

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

UM SONETO GENIAL DE JOSÉ NEDEL

MEMENTO
(José Nedel)

Não há na vida uma alegria pura,

Um laivo de tristeza sempre a embaça.
O bem e o mal aqui vão de mistura.
Onde a pureza íntegra e sem jaça?
-

Uma espada de Dâmocles ameaça.
Sobre a existência paira e, assim, tortura.
Se bem que festa lauta a gente faça,
Não rende mais que pálida ventura.
-

No carnaval até a alegria é ficta.
Disso não falta gente boa convicta.
Desmentido não tive ainda um só.
-

Todo mundo, como eu, festejos preza.
Porém, no fundo, neles jaz tristeza,
Pois tudo acaba em “lembra-te: és pó”.
--



... pulvis es et in pulverem reverteris - ... és pó e ao pó voltarás (Gn 3, 19)

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

SERVIÇO PÚBLICO X INICIATIVA PRIVADA



Tudo bem, não briguem comigo. Labutei nas duas áreas e acho que fui bem. Nas duas!
No carnaval sempre me refugio em P. Alegre, no meu apartamento perto das nuvens, ao lado do Palácio Piratini.
Porto Alegre está quieta. Linda como um bebê adormecido.
Olho pela janela e o que vejo? Operários trabalhando  no telhado do Palácio, onde os servidores estão de feriadão.
Os operários estão na iniciativa privada. Ganhando seu pão trabalhando. 

domingo, 11 de fevereiro de 2018

ALERTA !! O QUE ESTÁ HAVENDO COM OS ARGENTINOS NA BR 290?

Vivi momentos de pânico hoje na 290.
Saí da Fazenda, em Unistalda, às  6 da manhã. Entrei na  BR 287, tudo calmo. Em Santa Maria passei por São Sepé e adiante acessei a 290. Até ali era tudo sereno. Dali em diante, na 290 foi um inferno. Automóveis argentinos ultrapassando sobre pontes , sobre aclives com faixa dupla, excedendo loucamente a velocidade. Vários, não vencendo as ultrapassagens, obrigavam os que vinham em sentido contrário a fugirem ao acostamento.
Meu Deus, será que eles se portam assim dentro de seu país? Será que eles pensam , esses imprudentes, que somos um país sem lei?
Não estou generalizando, amo a cultura e o folclore da Argentina. Mas a verdade é que eu não ultrapassei um só argentino. E todos os que me ultrapassaram estavam em excesso de velocidade.
Vai o alerta a você, cidadão, que tem família. Quanto a esses desajustados,se quiserem se matar, que reflitam, mas não levem inocentes junto.

sábado, 3 de fevereiro de 2018

XANGRI LA :VOLTARAM OS BONS TEMPOS?

Na frente da minha casa em Xangri La há um terreno, muito bem cuidado pelo seu dono. O interessante é que a vizinhança o adotou como uma praça de convivência. Mães, pais, crianças, se reúnem, jogam futebol, tomam mate.
Que cenas mais lindas, pais brincando com os filhos, todo  mundo correndo atrás da bola, até as mães.
É bom demais para ser verdade.
O mundo tem futuro.





sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

CAPAZ !

O Clic RBS publica saboroso artigo sobre essa expressão genuinamente gaúcha.

https://gauchazh.clicrbs.com.br/comportamento/noticia/2018/02/jose-francisco-botelho-capaz-um-tutorial-cjd4su773066v01phdg4i9f51.html

Vale a pena ler.