terça-feira, 31 de maio de 2016

LINDO ROMANCE NA PECUARIA GESSINGER



Luciano Martins e filho do nosso capataz Luiz César e de sua esposa Marilza. Chegaram na nossa estância quando ele tinha 8 anos. Formou-se em veterinária.  Fez questão de tirar estas fotos na nossa fazenda, aí esta ele com sua noiva Lisiane.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

terça-feira, 24 de maio de 2016

PIPOCAM RECLAMAÇÕES SOBRE A INÉRCIA FUNCIONAL DE AGENTES A QUEM COMPETE AGIR DE OFÍCIO PARA COIBIR ILÍCITOS DE TODA ORDEM

Em plena era do bendito Lava Jato me causam espécie relatos que testemunho pelas redes sociais e até em contatos pessoais, da relutância de o Ministério Público Estadual e Eleitoral atender as reclamações que lhe chegam.
Parece que alguns dignos senhores doutores promotores não tem tempo de ler jornais ou blogs locais para se inteirarem do que se passa nas comunas.
E SÃO REGIAMENTE PAGOS PARA FISCALIZAR.
Pagos por nós, contribuintes.
Está certo que, por enfado, não leiam facebooks nem blogs. Mas, por sua honra profissional  abram os olhos para o que se passa diante de seu nariz!Leiam os portais de transparência dos Municípios! Por favor vejam os absurdos que se cometem.
E em alguns lugares ainda pedem aos humildes cidadãos que tragam provas do que afirmam!
Quer dizer, festa e festa com dinheiro público e o  humilde " contrário" tem que provar.
Mais, os ladrões do dinheiro público estão cada vez mais audaciosos. Retalham quem se lhes anteponha.

Em plena época do Lava Jato estamos sob regime dos ameaçadores Al Capones paroquiais.
CLARO QUE ELES SÃO VALENTÕES SÓ CONTRA MULHERES E DESVALIDOS
Deem uma olhada o que se contém num Site conservador, o Nova Pauta, de Santiago:

Poucas e boas pela região

(J.Lemes)
Alô, promotorias - Estamos com dificuldade para falar com as promotorias da região. Quase sempre temos que rezar pros assessores para só depois conseguirmos falar com o titular. E eles sempre dizem que não receberam nada sobre tal e tal suspeita de crime nas prefeituras ou noutros serviços públicos. Sabemos da carga de trabalho nas promotorias, da dedicação dos promotores, mas a sociedade quer respostas.

Em São Chico mesmo; quantas CPIs acabaram em pizza, sendo que a das 'ajudas de custo' já está no forno...

Pires e pratos
A vinda do comediante Beto Pires foi um 'prato' cheio pro PP juntar gente e dizer que está por cima... Quero ver é colocar tudo em pratos limpos e não quebrar os pratos com o Toninho, que nem deu as caras na festança. Será que vai cuspir no prato que comeu? Depois, muitos vão andar de pires na mão por aí... 



PP - Poder perpétuo!
Falando em PP, eles são mesmo sabidos. A cada ano de eleição sempre tem uma equipe disputando futsal, um bom convênio com a URI para empregar mais gente e patrocínios a fuséu para a transmissão de jogos. É isso aí: a prefeitura ajuda até a pagar a transmissão para duas emissoras. 

Depois, quando a vereadora Iara Castiel diz que a prefeitura gasta um milhão com o esporte... 
 
 
 
DEPOIS ACESSEM
 
 

PECUÁRIA GESSINGER - CHEGOU A HORA DE COLOCAR OS TOURINHOS NAS PASTAGENS DE AVEIA E AZEVÉM



Como os campos nativos são de crescimento estival e apesar de termos várias invernadas diferidas, sempre é de bom alvitre não deixar faltar bóia para o bicharedo de ponta.

domingo, 22 de maio de 2016

AINDA OS GALOS CAMINHONEIROS, COMENTÁRIOS FINAIS


Sobre o texto certeiro “Fizeram bem os caminhoneiros” que li no teu blog,faz tempo  que bato na tecla das manifestações de todas as espécies realizadas Brasil afora. Algumas ordeiras e outras tomadas de atos violentos praticadas por baderneiros sem causa. Depredações de patrimônio público e privado abusam do poder da polícia. É uma afronta às autoridades e a população.  Me solidarizo aos brasileiros cansados de ver as grandes cidades brasileiras pararem e serem tomadas pelo caos, com a maior parte dos cidadãos impedidos no seu direito de ir e vir devido à manifestações de alguns que bloqueiam estradas para reivindicar suas causas. Obstruir a via pública é crime e deve ser tratado com o rigor da lei. As democracias de todo mundo agem assim.

 

Mônica Leal
...........................................................................................................

Meu direito vai até onde começa o direito do outro.

É assim que penso, é assim que costumo agir no dia a dia.

Está mais que na hora de impedir esses bloqueios de rodovias, ruas, prédios públicos.

As autoridades policiais estão investidos do poder de desobstruir os bloqueios.

Fala-se uma vez e dá-se um prazo exíguo para a desocupação. Não sendo atendido, é com uso da força que deve ocorrer.

Chega de ser reféns de bagunceiros e desocupados; chinelagem que recebe para impedir o nosso direito de ir e vir.

Eliceu Werner Scherer

UNISTALDA RECEBE A VISITA DO DEP. FEDERAL ALCEU MOREIRA



 
A Recepção ao Deputado Federal Alceu Moreira no Diretório do PMDB Unistaldense contou com a presença de inumeros simpatizantes e filiados que se emocionaram com o discurso que espelhou a realidade do nosso povo. Conhecedor  da realidade política atual, empolgou as dezenas de pessoas que ouviram atentamente seu pronunciamento.
Prometeu valer-se de seu belo trânsito nos Ministérios e Secretarias para ajudar o Município.

VEEMENTE APOIO DO DR. HERMES DUTRA AOS GALOS CAMINHONEIROS COM SEVERAS CRÍTICAS A BAGUNÇA


 

Tenho me mantido meio quieto nesses tempos. A gente diz qualquer coisa e já aparece um monte nos rotulando disso ou daquilo. Mas o Ruy traz um assunto que vem me martelando já há horas e acho oportuno também dizer algo sobre isso.

Me lembro, questão de alguns meses atrás, um bando de não mais que vinte ou trinta pessoas fecharam a avenida Castelo Branco (ops, da Legalidade) porque tinham algumas questões, se não me engano em relação a decenal RS 118 (pagamento de aluguel social ou coisa parecida). Uma rádio da capital fez entrevistas com alguns dos que ficaram retidos. E era de dar dó. Uma senhora de Vacaria, se me lembro bem, disse que depois de mais de seis meses tinha marcado um exame (desses difíceis) na Santa Casa e já tinha perdido o horário. Outra vinha daqui de perto para fazer hemodiálise e também tinha perdido o horário (todos sabem o que é não fazer a hemo no dia certo).

 

Desse dia em diante assumi que defenderia que tinham que baixar a borracha nessa tropa de desocupados (sim, desocupados, pois a maioria desses atos se dá em horário de expediente) que interrompe vias públicas sem dó nem piedade. Chamem-me do que quiserem, mas não é mais possível conviver com isso. Estamos indo ladeira abaixo, perdendo autoridade e, o que é pior, as coisas tomando ares de normalidade. Esses dias ouvi um repórter da rádio Gaúcha dizendo que escolas estavam sendo ocupadas, e ninguém corrigiu. As escolas estão sendo  invadidas e não ocupadas, e a policia tinha que ir lá, sem esperar ordem judicial, pois invasão é invasão e usando de força moderada, não só retirar esses desordeiros, como leva-los à policia civil e abrir os inquéritos necessários para que respondam pelos seus atos. E os menores tem de ser levado ao juizado competente e os pais serem responsabilizados. Garanto que se fizessem isso eles iam pensar duas vezes antes de ocupar (opa), invadir um escola ou um estabelecimento  público.

 

Como ficam esses que não podem estudar e que vão enfrentar o Enem, o vestibular, etc....? Esses dias ouvi um idiota (só pode ser idiota) reitor de uma universidade carioca, dizendo que no vestibular não exigiriam muito conhecimento do terceiro ano em função das ocupações. É o fim. Onde vamos parar ? E como ficam aqueles que querem estudar ?

 

Por isso é que estamos perdendo ( e o Rio Grande ainda mais rápido) os lugares que conquistamos no Brasil e no mundo em ermos de eficiência em educação. E o que mais me dói é que quem vai levar ferro nessa história, serão os mais pobres, pois outros conseguem estudar em escolar particulares e se prepararem melhor para a vida.

 

E não podemos mais aceitar passivamente tudo isso. Por isso concordo com os caminhoneiros na estrada lá em Caçapava. E acho que a partir de agora devemos agir assim. Vamos tirar a tapa esse pessoal que por ventura venham a trancar estradas, já que o poder público, por mil e um motivos fica omisso (talvez com medo da manchete que o Ruy mostrou ser errada).

 

Estou sendo radical ? Talvez, mas as vezes temos que começar a virar a mesa para colocar as coisas nos seus devidos lugares novamente.

 

Abraço

 

Hermes Dutra

 

PS – Me lembro de uma frase do ex-governador Jair Soares: “ no meu tempo de governador não tinha reintegração de posse, se alguém invadia, a policia ia lá e expulsava o invasor”. Quando comentei isso com algumas pessoas já me chamaram de viúva do regime militar. Longe disso, quero é que respeitem o direito de ir e vir, não só meu, mas sobretudo dos que mais precisam. Imaginem: Invadem minha propriedade, tenho que ir contratar um advogado (com custos naturalmente), entrar com uma ação e esperar que o Juiz decida. Não pode ser assim!

 

sábado, 21 de maio de 2016

AINDA OS GALOS CAMINHONEIROS - COMENTÁRIOS


Buenas amigo, confrade dr. Ruy.

 

Ótimo, de uma excelência, e objetividade, sem tamanho seu texto no blog, tudo que queria, eu, ter podido expressar, como viajante( +- 2 mil Km por mes) nestas estradas do Centro/Fronteira-Oeste do RS, que sou, e seu pensar representa o meu. 

Grande e gordo abraço.

Att. 

JOSÉ CÂNDIDO RODRIGUES SILVA

Representante Comercial CBS – FONTANA - PREDILECTA
Santiago - RS
..........................................................................
a propósito de obstruções, invasões, ocupações, depredações, a qualquer pretexto, tenho pensado nas razões pelas quais viramos, "quase todos", agora, conservadores...sim, porque tais pessoas julgam-se revolucionárias...nao compreendem que se reinstalou a democracia no país com a superação da ditadura e da conclusao da constituinte...a hora é de negociação, argumentação...mas sem prejuízo do direito alheio...temos liberdade absoluta de opinião, e, bem ou mal, agil ou tardiamente, as instituições nacionais funcionam...então, repito, sinto-me hoje um conservador (logo eu que me pretendo parte uma esquerda moderna e socializante)....finalizando, creio que passou a hora de falar em educação...etc...é chegada a hora dos presídios, da responsabilização e o fim da impunidade...a educação leva 25 anos....a impunidade precisa ser combatida de imediato...tenham todos um belo fim de semana....
astor wartchow
.....................................






Irretocável o que diz o Ruy. Desta vez assiste razão ao caminhoneiros. Ano passado ocorreram obstruções de rodovias por caminhoneiros à serviço da oposição que não aceitava a derrota nas urnas. Em alguns momentos a PRF usou de força no que fez muito bem. Vias públicas sejam elas quais forem são de USO COMUM DO POVO e a ninguém é lícito obstruí-las salvo o Poder Público e tão somente para manutenção. A primeira dessas condutas ocorreu na BR-386 onde ditos indígenas obstruíram a BR-386, próximo de Lajeado por que não eram atendidos em algumas pretensões. Um caminhão frigorífico com carga de frangos com horário a ser entregue no porto de Rio Grande buscou uma estrada vicinal e dela despencou. Morreram o motorista, o auxiliar e houve perda total da carga e do caminhão. Alguns meses depois a POLÍCIA Judiciária em diligência na referida aldeia prendeu a cacique por tráfico de drogas. Isto é inadmissível. Protestar é lícito e direito de todos desde que respeitado o direito de terceiros. Fora disto é repressão policial e fim de papo.

JORGE LOEFFLER
 
 

FIZERAM BEM OS CAMINHONEIROS


 

Leio a manchete: manifestantes são agredidos em Caçapava do Sul

Estudantes da Unipampa faziam bloqueio da BR-392 quando foram atacados por motoristas

Credo! quanto preconceito e quanto desconhecimento da História do Direito.

A manchete está manchada pelo ideologismo anárquico.

Os estudantes não foram atacados. Os estudantes é que  agrediram os direitos humanos de ir e vir.

Com que suporte legal pessoas do povo, sem investidura de autoridades, podem impedir a livre circulação?

Foram agredidos?

Como assim?  O uso  moderado da força é abrigado pela nossa Constituição.

Nosso país assiste, inerte, as forças assustadas  da segurança, deixar a anarquia dominar.

Isso causa um sentimento criminógeno no sentido de que todos nós podemos  fazer tudo, desde que convictos da justeza de nossas razões.

E os prejudicados que se explodam. 

 

Tenho CNH de caminhoneiro. E sei o que é ser parado numa rodovia. Não por autoridades, mas por gente que, incomodada por questões que não me dizem respeito, me castiga  sem eu ter culpa de nada.

Covardes, batem no povo humilde e trabalhador,  param as ambulâncias e as  vans do transporte escolar,  impedem o cumprimento de agendas e consultas médicas.
Fizeram bem meus colegas caminhoneiros. Desobstruiram a via " na marra" e pronto, já que ninguém mais respeita a lei. Simplesmente agiram sob a proteção do milenar princípio do Exercício regular de um Direito

sexta-feira, 20 de maio de 2016

UNISTALDA -DEPUTADO EDSON BRUM VISITA O MUNICÍPIO


O ex presidente da Assembléia Legislativa do Estado  Deputado Edson Brum,compareceu hoje ao Diretório Municipal do PMDB de Unistalda, onde ouviu as reivindicações urgentes da Comunidade.
Recebido pela Presidente do Diretório, Vereadora Regina Maretolli, mais a pré candidata a Prefeita, Maristela Genro Gessinger, pré candidatos a vereador e líderes comunitários, prometeu ser um aliado da futura Administração

quinta-feira, 19 de maio de 2016

SOBRE O CRUCIFIXO NOS TRIBUNAIS - POEMA DO DES. JOSÉ NEDEL


 

*CRUZ DEFENESTRADA

[José Nedel] 

 

Há milênios, Jesus morreu injustiçado.

Ninguém mais inocente do que Ele havia.

Pilatos, sob pressão, cedeu à covardia:

Mandou que fosse entre ladrões crucificado.

 

Esse foi o maior delito perpetrado

Na História. O Crucifixo à mente no-lo avia

E alerta para, em nossa humana travessia,

Abster-nos da injustiça e de qualquer pecado.

 

Como outrora, eis nosso “douto” tribunal,

Pressionado, encontrou a solução final:

A Cruz, no laico Estado, causa iníquo abalo.

 

Assim, Pilatos, no episódio redivivo,

Julgando o Crucifixo por demais lesivo,

De seus recintos ordenou defenestrá-lo.

 

 

quarta-feira, 18 de maio de 2016

QUEM SABE UM DIA O BRASIL CHEGA NESSE NIVEL DE HONESTIDADE. SÓ DEPENDE DAS NOVAS GERAÇÕES E DAS PESSOAS DE BOA VONTADE

O porquê de Ângela Merkel para governar a  exigente  Alemanha

Outro dia eu li uma excelente reportagem da New Yorker sobre a chanceler alemã Angela Merkel, onde o jornalista buscava entender as razões para o seu sucesso – chega a ser chamada de “mutti” (mãe) pelos alemães – num país que tomou aversão por cultos à personalidade.
AngelaMerkel[1]E desde a sua juventude até o atual período como comandante da nação, uma característica é sempre presente: a monotonia. Sim, Angela Merkel é uma mulher comum, uma pessoa “sem graça”, no entanto é justamente isso que faz seu sucesso, porque as pessoas podem saber o que esperar dela e a enxergam como uma delas.
Em 1991, o fotógrafo Herlinde Koelbl começou uma série de fotografias chamada “Traços do Poder” onde retratava políticos alemães e observava como mudavam ao longo de uma década. O fotógrafo conta que homens como o ex-chanceler Gerhard Schröder ou o ex-ministro das relações exteriores Joschka Fischer pareciam cada vez mais tomados pela vaidade, enquanto Merkel, com seus modos desajeitados, não passava nenhuma idéia de vaidade, mas de um poder crescente que vinha de dentro.
A vaidade é subjetiva enquanto a ausência desta é objetiva, daí que Merkel é tão eficiente enquanto outros políticos parecem se perder nas liturgias e rapapés do poder.
Essa normalidade é vista em vários outros países – ainda que exista a vaidade, que é de cada pessoa – como no caso de deputados suecos que moram numa espécie de república tal qual a de estudantes e lavam e passam a própria roupa.
Certa vez, vi uma reportagem de um jornal britânico analisando uma foto do primeiro-ministro David Cameron lavando a louça na cozinha. A reportagem não se espantava com o fato do primeiro-ministro lavar a própria louça, já que Tony Blair fazia o mesmo e Margaret Thatcher cozinhava para o marido, mas observava uma tábua de cortar carne com a expressão “calma, querida” num canto.
A própria Angela Merkel mora no mesmo apartamento de sempre com o marido e a única mudança que houve em relação ao seu tempo fora do poder é a presença de um guarda na porta do prédio. Eles compram entradas para assistir ópera com o próprio cartão de crédito e entram no teatro junto com todos, sem nenhum esquema especial.
Daí partimos para o Brasil, onde um simples governador de estado possui jatinhos, helicópteros, ajudantes de ordem e comitivas com batedores de moto que param o trânsito para que ele passe. Pessoas que vivem em palácios, como se ainda fosse alguma corte real. Empregadas, arrumadeiras, garçons, equipes de cozinheiros, serviço de quarto, motoristas, inúmeros seguranças, esquemas especiais para entrar ou sair de algum lugar.
Essa é a diferença: a normalidade do poder, a noção de que um servidor público é apenas um servidor público, seja um escriturário ou o presidente/primeiro-ministro da nação. Eles continuam sendo homens e mulheres, maridos e esposas, pagadores de impostos, trabalhadores e cidadãos.
Cidadania é isso.

por Marcus Vinicius Motta

terça-feira, 17 de maio de 2016

CNJ DERRUBA DECISÃO DO TJRS SOBRE CRUCIFIXOS NOS TRIBUNAIS E FOROS


Em decisão monocrática  do Conselheiro Emmanoel Campelo, o Conselho Nacional de Justiça tornou sem efeito a decisão do Tribunal  do RGS que mandava retirar crucifixos e outros símbolos religiosos das salas da Justiça.
Em resumo, a decisão  entendeu que a presença do crucifixo " não exclui ou diminui a garantia dos que praticam outras crenças, também não afeta o Estado laico, porque não induz nenhum indivíduo a adotar qualquer tipo de religião, como também não fere o direito de quem quer que seja".
( PCA 0001418 - 80.2012.2.00.000)
Requerentes: Mitra Arquidiocesana de Passo Fundo e outros
--------------------------------------------------------------------------------------
Estou só informando, não opinando.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

ROCKA ROLLA RETORNA



 

 

A banda foi fundada há mais de 20 anos, viaja pelo rock clássico com influências de MPB e Jazz. Essencialmente composições próprias, letras em português. Com a entrada do Armando Gessinger na guitarra, a banda agora é um quinteto.

 

Formação:

Anderson de Brito: voz

Marcelo Rambo: baixo

Leonardo “Kid” Ricardo: guitarra e vocais de apoio

Armando Gessinger: guitarra e vocais de apoio

Israel Lorenzini: bateria

 

Contatos:

51 9861-8520 (fone e whatsapp)






Show de retorno da banda Rocka Rolla, de São Leopoldo.

Data: 27 de maio

Hora: partir de 23h

Local: Barril Pub, av São Borja, 3125, São Leopoldo.




 

domingo, 15 de maio de 2016

QUEM CONCORDA COM A PODRIDÃO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA AGE CONTRA SI PRÓPRIO

MAIL DO DR. NELSON SOARES DE OLIVEIRA
 
O nível de raciocínio de nossos jovens, da maioria esmagadora é ínfimo , as massas estão predispostas a serem ludibriadas por qualquer manipulador.

Nós mesmos nos deixamos enganar pelas falsas esperanças vendidas por um bando de criminosos e, agora, amargamos o resultado . Só a educação salva um país e seu destino. Criar juízo crítico a partir do nada é apenas mais uma ilusão . Com certeza hás de admitir que não foi raro ao longo das nossas respectivas observações e análises da vida social e política , a imensa maioria sempre tratou dos efeitos e dificilmente voltou-se para as causas. Sócrates só tinha certeza do pouco que sabia e esse pouco era justamente a constatação de quanto ignorava seguido de Descartes que seguiu essa linha e encontrou apenas a capacidade de dúvidar o que começou a revolução pela metodologia da dúvida e redundou no questionamento de Immanuel Kant a respeito da impossibilidade do conhecimento seguro através dos cinco sentidos que, por humanos, são imperfeitos e , falhando , não garantem a certeza . Este questionamento tem o efeito de vacina contra o fanatismo mas não desautoriza a eficácia do método cartesiano.
Conclusão , cá entre nós : é preciso massificar a curiosidade pelas causas de tudo, em tudo e por tudo, desde o ensino fundamental e, só assim , teremos a tão sonhada chegada ao futuro que espelha nossa grandeza.

sábado, 14 de maio de 2016

BATEM E BATEM NA UNIÃO E NOS GOVERNOS ESTADUAIS. E OS MUNICÍPIOS?

Os municípios foram a grande esperança. Todo mundo se conhece, no Município é mais difícil de  roubar, mutretear licitações, contratar por preços absurdos.
Mas não é o que se vê por aí.
Algumas Prefeituras maqueiam despesas, enrolam nos portais de transparência.
E povo, que tem que trabalhar, não tem tempo de fiscalizar.
Este país só vai mudar quando os cidadãos  se convencerem que migalhas não os vão tirar da pobreza.
E que aceitar uns ossinhos atirados pelos detentores do poder só os tornarão mais humilhados.
Acordem jovens! o que vocês querem para seus filhos e netos?
Isso que está aí ? escandalosos gastos com vosso dinheiro?
Nenhum país do mundo cresceu e chegou ao paraíso apoiando a ladroagem.
Pensem nisso, jovens!

sexta-feira, 13 de maio de 2016

NOSSA!! COMO O TEMPO PASSOU. SÓ DUAS FACULDADES DE DIREITO EM P. ALEGRE E NÃO HAVIA ASSALTOS



A foto é de estudantes de Direito da UFRGS lá por l967. Muitos de nós íamos de terno e gravata para a Faculdade .No dia 11 de agosto invadíamos um restaurante, comíamos, bebíamos e saíamos sem pagar, com a aquiescência do dono.  Também, só havia duas faculdades de direito em P. Alegre - a minha e a PUC.
Acreditem, amigos, perambulávamos até de madrugada pelas ruas de P. Alegre. Não havia assaltos.
Sim, isso mesmo.
Agora vejo que a Suíça , a Noruega , a Dinamarca, eram aqui.
E não nos dávamos conta.
Para quem não me reconhece, estou na cabeceira da mesa.
Sim, naquela época todo mundo fumava. E, para fazer amor... só casando.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

AINDA A SENADORA SIMONE TEBET


 
Senhor Ruy, 

Muito obrigada pela mensagem de apoio e carinho. 

Atenciosamente, 

Senadora Simone Tebet
...............................................................................................................
 
Concordo, Ruy. Não a conhecia e parei para ouvi-la. Serena, coordenada, articulada, não se atemorizou com o momento.  Há, sim, uma grave lacuna no  nosso ensino. Na Argentina, menino, enfrentei a sisudez do ensino salesiano, avesso à arte da oratória e da política estudantil. Aqui, aos 13 anos, deparei com o ensino marista, que incentivava a arte da oratória e da poesia. Ainda no primário, criamos um Gremio Literário Jackson de Figueredo.  Os alunos do  Ginásio, já tinham o Carlos de Laet. Depois, no Clássico, aqui no Rosário, entramos para a política estudantil, combatendo pelo controle da UGERS e, mais tarde, da UBES. OU seja, eramos treinados a falar em público e a  postular em favor dos estudantes
Des. Eliseu Torres
...........................................................


O discurso dela foi o melhor. Me emocionou, de verdade.

Leonardo Rosado. JORNALISTA
(55) 9935 0638
Santiago/RS

SENADORA SIMONE TEBET ( MS ) - UMA ORADORA PERFEITA


Simone Nassar Tebet (Três Lagoas, 22 de fevereiro de 1970) é uma advogada, professora e política brasileira.
Filha do político Ramez Tebet, Senador e ex-Presidente do Congresso Nacional falecido em 2006, vinda de tradicional família árabe-brasileira de Três Lagoas, formou-se em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É especialista em Ciência do Direito, pela Escola Superior de Magistratura; mestra em Direito do Estado, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e doutoranda em Direito Constitucional. ( Wikipédia)

Sempre falo aos mais jovens que a oratória é uma arte que já foi muito prestigiada.
Grandes tribunos já foram louvados  desde os primórdios da História.
Hoje, aos poucos, essa arte que tem muito com a própria estética , vem se perdendo  mercê da superficialidade das escolas e da própria vida intelectual.
Ontem assisti,  impressionado, ao discurso da Senadora Simone Tebet.
Quanta harmonia, quanto gestual, quanta eloquência, quanto conteúdo.
O Brasil tem futuro, sim!

terça-feira, 10 de maio de 2016

TODOS VOCÊS DEVERIAM SE EXILAR NO CAMPO PERIODICAMENTE




TOO MUCH INFORMATION, esse é nosso problema.  Informação demais, informações banais ( no Facebook: fui me depilar; fui na balada, o Maranhão revogou a Constituição, mas depois ele próprio, revogou seu despacho ( os comunicadores se esquecem que" revocare" é chamar a vox de volta, portanto, revogar só pode quem emitiu a vox ( então qual é a suprise?), mas isso é coisa de um dinossauro como eu que usou a juventude para estudar).
Mas é informação demais, inclusive porque todos nós emitimos opinião até sobre sexo entre anjos.
Isso nos torna neuróticos e chatos.
Ora, ora, ora, somos , os humanos, quer queiramos ou não, mamíferos; animais, portanto.
Temos que nos reconciliar com a Natureza.
Como me disse uma amiga veterinária, que me deu a honra de sua visita ontem, os humanos são tão estranhos que querem tratar os cachorros como humanos ( para infelicidade deles).
Deixando isso para lá, ando trabalhando muito aqui no campo, pois é o olho do dono que não nos leva à bancarrota. Olho atento e uma turma espetacular de colaboradores e verdadeiros sócios, por que recebem também participação nos resultados.
Mas as coisas não são só o lucro.
O cheiro de alfazema, o cantar do galo, o nascer do sol, a bota embarrada, uma galinha feita na sua própria banha, tudo isso tem seu valor.
É importante para nos curarmos, sermos amigos da Natureza, das plantas, dos irmãos animais.
A cadeia alimentar não deve ser motivo de culpa.

sábado, 7 de maio de 2016

O OUTONO TAMBÉM É BELO NO BIOMA PAMPA, PRESENTAÇO QUE DEUS NOS DEU

Na Pecuária Gessinger tivemos o cuidado de diferir  várias invernadas, esvaziando-as  bem cedo, para que  gado passe bem o inverno, inobstante termos também pastagens de aveia e azevém.
Nada se compara à quietude e a diversidade do Bioma Pampa.
Este é um presentaço que Deus nos deu.
( dedico esta Post à Mamãe Natureza, de quem sou filho devoto)






quinta-feira, 5 de maio de 2016

HOJE É O JUDICIÁRIO QUE MANDA NO PAÍS

Através do meu blog , opiniões na TV Pampa e artigos na Zero Hora, venho, de há muito, observando o Ativismo Judicial que, a cada dia, avança e avança.
Hoje o Brasil assistiu mais um capítulo desse fenômeno interessantíssimo. Primeiro eram as decisões que interferiam na Administração ( bloqueio de verbas para medicamentos, hospitalizações, etc); interferências em uma série de áreas em que,  décadas atrás, havia um certo pudor.
Hoje se escreveu um capítulo corajoso e único. A Suprema Corte " cortou" onde os parlamentares vacilaram em " cortar".
Resultado, o STF fez o serviço que os Parlamentares não queriam fazer.
Me orgulho de ter pertencido, por quase toda a vida, ao Judiciário.
Um mundo bem diferente. Muito diferente do de alguns pulhas de outras atividades públicas. 
O Brasil vai mudar,  anotem aí.
E que o M.P. também cumpra seu papel, agindo de ofício, quando for o caso.

É POR AÍ ! POLÍCIA OSTENSIVA NAS RUAS E PRAÇAS



Hoje tive uma agradável surpresa. Ví uma viatura da BM dentro da Praça da Matriz. Em consequência sumiram os marginais e surgiram  pessoas com seus cãezinhos, idosos lagarteando, pessoas atravessando a praça a pé.
Que continue assim.

quarta-feira, 4 de maio de 2016

MAIS CUSCOS DA NOSSA FAZENDA


DA FALTA QUE SINTO DOS MEUS CUSCOS ESTANDO NA SELVA DE PEDRA

Já disse e repito. Os cachorros são organizados, têm uma estrutura familiar, têm lideres, têm a fêmea alfa, cuidam bem dos filhotes.
E falam com os olhos.
Tudo o que querem é carinho e alimento.
Sinto falta  deles quando estou embretado na cidade.