segunda-feira, 30 de novembro de 2015

ESTOURANDO CASOS DE CORRUPÇÃO

Enquanto uns lamentam os casos que estão vindo à tona, causando uma depressão de nosso sentimento de brasilidade, eu tenho uma sensação diferente.
Algo me diz que corrupção, compra de votos, notas fiscais cortadas, concursos públicos viciados, " cartas convite", " pregões presenciais forjados", hahaha, ora pregões presenciais de ausentes, tudo isso sempre existiu.
Mas, de uns tempos para cá, a coisa mudou. Juízes, promotores, policiais, agentes públicos, são cada vez mais profissionais, com eles não tem conversinha.
Daí que acredito na regeneração  do Brasil.
Como acredito que os Tribunais de Contas vão olhar para as mutretas que ainda acontecem nos municípios, pequenos, médios e grandes.
Nos municípios está também a podridão, com alternação de CCs, com gastos absurdos em festas e promoções que não levam a nada, além de " governo só para a companheirada".Esses " gestores" se acham, mas a lei os vai pegar.
Se as autoridades locais estão acomodadas, nada obsta a propositura de ações populares.
Outra coisa, caro leitor. O Tribunal Regional Eleitoral -TRE e o Tribunal de Contas do Estado, têm ouvidorias que funcionam.
Entre no site e denuncie.

sábado, 28 de novembro de 2015

ÉPOCA NATALINA

Sou proveniente de famílias para as quais o Natal era o cume do ano todo. Minhas avós, minha mãe, se esmeravam em preparar o presépio com  um mês de antecedência. Tiravam os enfeites dos baús centenários e erguiam esse pequenino mundo tendo ao centro o menino Jesus .
Minha mulher Maristela é um caso raro de ter " puxado" por  sua sogra, minha mãe. Não contente em cursar o Goethe Institut para compreender melhor o alemão, adonou-se das receitas, mezinhas, chás e crenças de minha mãe.
E, para coroar, cerca de um mês antes do Natal, retira do baú que transportou parte das roupas de meus avós, da Alemanha para o Brasil, os enfeites.
Este ano escolheu nossa casa da praia, com direito a, dia inteiro, ouvir as canções do Advento.
Então viva o Natal, voltemos a ser crianças!




PECUÁRIA GESSINGER NA FEIRA DE OVINOS DE UNISTALDA

 Vamos estar firmes no próximo fim de semana levando nossos reprodutores Ile de France, borregos, tanto P.O.como S.O., todos com exame andrológico.
 Dia 5 de dezembro, sábado.
E não é porque a Gessinger é multicampeã na Expointer que nossos animais são caros. Você compra um carneiro nosso, larga no seu rebanho geral e vai ver o que nascem de gêmeos e trigêmeos.
Na foto a dona dos bichos, Maristela, revisando na mangueira.
Se você não puder comparecer à feira, o esperamos lá na sede. O telefone do capataz é 55- 96659559, Luiz César.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

VOLTANDO Á BANHA DE PORCO

Esses dias, não me lembro onde, li que os ovos estão absolvidos.Não fazem mais mal.
Mas o que me surpreendeu foi a anistia geral e irrestrita à banha de porco.
Como eu, desde os  10 meses de vida, sempre me alimentei de linguiça, torresmo, churrasco de granito ( Brustkern) e, agora constatei que não sofri sequelas, fui correndo e comprei um baldinho de banha de porco da Borussia, de Osório.
Hoje fritei duas chuletinhas de porco, na banha.
Me deu, depois de saborear, junto  com um Malbec Trapiche,a mesma sensação quando, por vez primeira, dei um beijo na boca daquela guria no Rose Place.

ZUM WOHL

TERROR NACIONAL


A MORTE AINDA EM VIDA

Talvez uma das tarefas mais complicadas seja a governança e a administração da própria vida.
Apesar de hoje se apregoar que  o certo é gastar a rodo, se enterrando na lama com dívidas pelo cartão de  crédito.Tudo pelo tresloucado raciocínio " eu tenho direito também de ser feliz e gastar bastante".
Quando , aos 16 anos, eu saí de casa para sempre, pois meu pai tinha ido mal na sua empresa,eu disse para mim mesmo. "Vou ser trabalhador, correto, leal com meus superiores e estudarei muito, muito, muito.".
Para isso eu logo deduzi que não poderia gastar minha juventude com bebidas alcoólicas e festas.Ficava recluso no meu quartinho, lendo e estudando.
Quando assumi como juiz considerei isso como um galardão, um sacerdócio e me cuidei muito, inobstante, pela pouca experiência, ter cometido alguns erros na minha vida pessoal.
As tentações espreitam de todos os lados. Sabia que as tentativas de assédio e os elogios eram para meu cargo, não para mim.
E que, se no meu cargo, fizesse algo reprovável, eu estaria manchando o honor e as galas de todo o Poder a que servia.
Ví muitas figuras proeminentes, ou pela ira, ou pela gula, ou pelo estuar da libido, ou pela ganância, despencarem fragorosamente do alto de seus pedestais, sob a desaprovação e o asco de todos.
A vida é vigilância total e absoluta sobre si mesmo.
Hoje os noticiários publicam o obituário de um notável, ainda em vida física, mas morto como pessoa.
Acabou.
Não pode se queixar se os amigos se afugentam ante sua aproximação.
Mas que é triste, é.
A morte em vida.
E para essa morte não há ressurreição.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

SOBRE O UBER - COMENTÁRIOS

PAULO SÉRGIO PINTO - REDE PAMPA

Pena que não vens no programa falar sobre este tema palpitante e outras.
Perco eu, perdemos nós  sem a tua opinião no Pampa Debates.
-----
LAIS LEGG - PSIQUIATRA
 

Ruy, concordo contigo linha por linha. Domingo, chamei um táxi (por

aplicativo) e fui a uma festa. Entrei no carro, estava muito calor naquele dia e não havia ar-condicionado no veículo! Todos os vidros estava abertos, fiquei despenteada, com os cabelos grudando no batom, um horror! 

Outro dia, chamei um táxi para ir a uma missa de sétimo dia. Entrei no veículo e disse que queria ir na igreja Santo Antônio. Sabe o que o motorista me disse? "Ah, vai rezar para desencalhar?". Pooode? 

A pá de cal é saber que o tal traficante executado em janeiro era dono de uma frota de táxis, usada para lavagem de dinheiro. Mas a EPTC faz vista grossa...
Abraços,

Laís
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
HERMES DUTRA -  ADVOGADO

Vou dar um depoimento, o que não quer dizer que as coisas sejam exatamente iguais para todo o mundo. Duas semanas atrás fui a São Paulo visitar meu filho e meus netos e no domingo, para ir ao aeroporto, meu filho chamou o UBER. Chegou um carro com um motorista bem vestido. Foi extremamente gentil. Dentro do carro, com o ar já ligado e numa temperatura agradável, tinha duas garrafas de água mineral geladas. No aeroporto o motorista, sempre solicito, pegou nossas malas e nos desejou boa viagem. 
Quem pagou foi meu filho, não sei quanto custou, mas perguntei a ele se era muito caro e ele disse que não. 
Voltei então, verdadeiramente encantado com o UBER. Se for assim com todo mundo. Que venha logo para cá. 
Abraços
Hermes Dutra

OS – Ah, e ele pagou com cartão de crédito.
----------------------------------------
DES. ELISEU TORRES
 
Em qualquer parte do mundo esse tal de “UBER” funciona e bem. Nos idos de 1970, experimentei, em Buenos Aires, esse serviço. Que lá esses chamavam de “REMISES” ou algo assim. Hoje, está no mundo inteiro,. C ada um escolhe o serviço que pretende. Não consigo identificar as razões pelas quais, tanto a EPTC quanto os taxis se opõem ao serviço. Eliseu
------------------------
ASTOR WARTCHOW - ADVOGADO
 
 
Historicamente há uma dificuldade de aceitação “do novo”, principalmente quando ameaçador às razões de nossa zona de conforto (alimento, domicílio, trabalho e renda). São comuns as reações. Boicotes, greves, quebra-quebras e formalização de leis restritivas e imputação de tributos.

Novidades não faltam. Nas indústrias, a adoção de processos seriados, mecânicos e robóticos. Nos serviços e no consumo, o autoatendimento e o código de barras. No comércio e conhecimento mundial, a plenitude do mercantilismo e a globalização.

E nas relações de emprego e trabalho, as novas formas de contratação como terceirizações e quarteirizações. Ou seja, a ideia de “ter um emprego” dá lugar a ideia de “vender trabalho”.

Entremeando as novidades, a supremacia das novas tecnologias de conhecimento e comunicação. Por exemplo, o “WhatsApp e o Netflix” você já conhece. Assim como o aplicativo “Uber”, o serviço de táxi que faz sucesso mundial por oferecer agilidade, bom serviço e preço. E “Spotify” (músicas), “Booking Online” (turismo), “Airbnb” (hotéis) e “Amazon” (livros), você conhece?

O “WhatsApp” está tirando o sono (e o dinheiro) das operadoras de telefonia celular. A mesma choradeira dos tradicionais canais de TV que perdem audiência para o “Netflix”.

Assim como no passado, as novidades começam a incomodar. Em São Paulo, há uma revolta dos tradicionais taxistas, com quebra-quebra de carros, ataques e lesões físicas aos “clandestinos do Über”. E em Porto Alegre como será?

Para impedir o suce$$o das novidades os incomodados têm reivindicado sua proibição e/ou tributação Parecem ignorar que na restrição de concorrência e imputação tributária o prejudicado será o cidadão e usuário. Afinal, nesta competição entre o velho e o novo, o que determina a sobrevida de um ou outro é o preço, a qualidade e a preferência do consumidor.

“Ludismo” (dizem que em memória do operário Ned Ludd) foi um movimento que reuniu trabalhadores (de indústrias) contrários à substituição da mão de obra humana por máquinas (na Inglaterra, em 1811). Desde então, denomina-se “luditas” aqueles que se opõem ao desenvolvimento tecnológico e industrial.

Diante das novidades e dos fatos, além da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre), quem mais é um “ludita”?
-----------------
LUIZ AUGUSTO BECK DA SILVA - ADVOGADO



Segundo li na imprensa local, o Uber já está em operação em 67 países; apenas na Espanha sofre resistência, superada em outras nações onde se instalou e veio para ficar. Perguntas que se impõe na análise:

 

a)      Em horários de “pico” não faltam taxis em Poa e você sempre consegue um rapidamente?

b)      Você encontra os táxis que ocupa sempre limpos?

c)       O mesmo se passa em relação ao motorista e todos são educados?

d)      Nunca se deparou com abusos e/ou desvios mais longos de itinerários?

e)      Todos os taxis possuem GPS e ar condicionado?

f)       Todos os taxis recebem o pagamento via cartão de débito/crédito?

g)      Você já encontrou algum motorista de taxi de terno, paletó e gravata? Isto é corriqueiro e de praxe?

h)      É impossível sujeitar o proprietário da exploração do Uber ao pagamento de tributos e cadastramento?

i)        Em relação à alegada insegurança, você nunca tomou conhecimento de assaltos praticados por motorista de taxi, malgrado sejam eles as maiores vítimas?

j)        Você não tomou conhecimento de que um traficante, recentemente, possuía cerca de uma dezena de taxis, na praça, com diversos motoristas trabalhando para ele?

k)      Você alguma vez recebeu água, refrigerante, balas e/ou bombons nos serviços de taxi?

 

Sou a favor. Aliás, o ex Prefeito, Vilela, atual vereador, hoje à tarde, na BAND, já abriu seu voto a favor do Uber quando a questão vier a ser submetida à Câmara Municipal. Ouvintes e vereadores outros também fizeram o mesmo. Att. L. Augusto Beck.   

 

 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 

SOBRE O UBER

O dr. Google ensina que :
Uber é uma empresa multinacional americana de transporte privado urbano baseado em tecnologia disruptiva em rede, através de um aplicativo E-hailing que oferece um serviço semelhante ao táxi tradicional, conhecido popularmente como serviços de "carona remunerada".
A grande diferença entre os serviços é que para ser um motorista da Uber, bastaria cadastrar-se seguindo uma lista de exigências de segurança.
Digo eu, agora:

---------------------------------------------------------------------------------------------
A discussão é grande.
Bueno. Vou ao ponto nevrálgico.
A questão a mim parece cartorial ou de reserva de mercado.
Exemplo: preciso de uma receita médica para comprar um xarope? ou analgésico?
Preciso de uma receita para comprar vacina da aftosa?
Preciso autenticar um documento no tabelionato ou basta que que eu , sob as penas da lei, afirme ser verdadeiro?
E por que não posso pegar uma carona remunerada?
Os táxis " oficiais" são mais seguros? "seguro" que não. O risco é o mesmo.
Preciso de um advogado para tudo, até para uma pequena demanda? Sempre achei que, com o progresso da informação,  para certas causas deveria ser facultado ao próprio demandante ou demandado se defender.
Daí meu apoio ao Uber e a minha aversão a toda e qualquer  reserva cartorária de mercado.
 
 

sábado, 21 de novembro de 2015

QUE TENHAS O SUFICIENTE. MAIL DO DESEMBARGADOR GUINTHER SPODE


 

Amigo Ruy e demais diletos confrades

Agradeço pelos votos, expresso com as sábias palavras: "que tenhas o suficiente".

Sou feliz porque tenho o suficiente: -Vivo cercado de amor com uma família maravilhosa.

Tudo o mais sobeja. Por isto, procuro com o meu trabalho e participação retribuir um pouco todas as bênçãos que a vida tem me proporcionado, que é muito mais do que nos melhores sonhos poderia ter sonhado.

Obrigado Senhor.

Bom fim de semana a todos.

Guinther Spode
( Des. Guinther é candidato a Presidente do Tribunal de Justiça do RGS)

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

QUE TANTO TE FASCINAS COM O MAR? QUE TANTO TE EMOCIONAS COM...?




Os que me são próximos constantemente me indagam: chê, tu te emocionas com qualquer coisa, né?
E eu respondo.
Sim, me desvaneço com a beleza do sol, com a água, com a chuva, com uma praia deserta, com a vastidão do Bioma Pampa, com a solidão, com todos seres vivos, até com as cobras.
Com um bate papo em torno de uma mesa com, maximum, quatro pessoas.
A cada dia que passa me convenço mais da excelência dos seguintes dizeres:
- amigo, te desejo que tenhas o suficiente.
Com as imagens desse belo dia plúmbeo e frio de pleno verão, desejo aos meus leitores que TENHAM O SUFICIENTE !

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

STF DECIDE, TODO MUNDO FICA PRESO NO CASO DA CRIANÇA MORTA. OS RÉUS NÃO TEM DIREITO A DURAÇÃO RAZOÁVEL DO PROCESSO ? PRISÃO CAUTELAR POR TANTO TEMPO ?.

Como juiz  vivenciei vários casos de réus que tiveram prisão preventiva decretada, ficaram  meses e anos presos e foram absolvidos depois.
Senta aí e me escuta.

No Brasil muitos gostariam de que houvesse as penas de linchamento, garrote vil, esganadura. E de imediato, mediante julgamento sumário. Prendeu o cara, foi ele que praticou o ato, pronto, queima ele vivo.
Nós somos assim.
A Humanidade custou longos séculos para chegar ao " due process of law" que em sânscrito quer dizer que todo mundo tem direito a um processo  legal e justo.E O PROCESSO TEM DE TER UMA DURAÇÃO RAZOÁVEL.
Uma coisa é prisão por acautelamento, outra é prisão por condenação transitada em julgado.
Se há recursos excessivos em nosso ordenamento? Então tá, reduzam-se.
O que não pode haver é " tutela antecipada de condenação".
No caso principalmente da  criança morta  está muito demorado o processo para manter pessoas sob prisão provisória. Digo mais, para eles seria  mais cômodo que estivessem condenados, pois até poderiam ter algum benefício como  possibilidade, preenchidas as condições, de trabalhar.
Oh!ironia, são presumidamente inocentes e estão em situação pior do que se estivessem condenados.
Podem ficar brabos comigo! me seria fácil  detonar os réus e dizer que seria bom que morressem podres na cadeia.
Mas tenho formação humanista e jurídica e estudei em escolas públicas. Por isso tenho obrigação de  dar meu testemunho que, para alguns, é até respeitável.
Por favor, não me venham com essa de ... e se fosse teu filho?
O juiz não pode ter medo do que vai dizer a mídia ou o que vão grasnar os facebooks. Os réus já deveriam ter ido a julgamento. Eu mandaria soltar todos.Nada justifica tanta demora.
Importante: não conheço os réus, nunca os vi, não sei quem são seus advogados, nem quero saber, não tenho interesse na causa e nunca terei.
Acato e respeito decisões judiciais. Mas  nada me impede de  externar opiniões em tese.
Mais: estou na excelente companhia do Ministro Marco Aurélio.

terça-feira, 17 de novembro de 2015

REVISTA ALEMÃ ENSINA OS PASSOS PARA SE TORNAR UM BRASILEIRO

- COMA ARROZ COM FEIJÃO

- CUMPRIMENTE TODOS COM BEIJINHOS NA FACE
- AOS SÁBADOS COMA FEIJOADA E DANCE SAMBA
- NA NOITE DE ANO NOVO VISTA BRANCO E PULE ONDAS
- ACOSTUME-SE COM OS ENGARRAFAMENTOS NO TRANSITO
- SEMPRE CHEGUE UM POUQUINHO ATRASADO
- VÁ À PRAIA
- TOME CERVEJA COM SEUS AMIGOS NUM BOTECO
- CELEBRE O CARNAVAL
( bah, e nosso agronegócio que é o melhor do mundo? e nossas espumantes? E NOSSAS LINDAS MULHERES? e nossa comida colonial? e nosso imbatível churrasco? e nossos cavalos?
Essa doeu. Mas ACHO QUE A CULPA É NOSSA QUE SÓ MOSTRAMOS O Brasil DA FESTA E DO SAMBA)

 Schritte, um brasilianisch zu werden

 


Artikel von: Gabriel Mestieri
 

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

ESCOLA PARA VESTIBULAR ?


 

                                              João Baptista Herkenhoff

 

          O projeto de escolas destinadas a formar jovens para exames vestibulares revela e denuncia um projeto de sociedade do qual se extirpou uma visão universal da vida.

          As escolas para vestibular são sintoma de uma organização social que perdeu os referenciais justificadores de nossa passagem por este mundo.

          Aboliu-se a educação humanística, que era a inspiração dos antigos ginásios. A formação escolar não é mais lastreada pelo objetivo de abrir horizontes, desenvolver o espírito crítico, favorecer a criatividade, apostar na dúvida, pois que a dúvida é o grande caminho do pensamento. Não se lêem mais, com o devido realce e interesse, as grandes obras da Literatura Brasileira e Universal, mas resumos dessas obras, porque em exames vestibulares o que conta é saber marcar “x” na opção apontada como correta. Os resumos dão conta desse recado. É possível o candidato alcançar nota máxima numa prova de Literatura, sem jamais ter lido uma obra literária integralmente.

Não se formam mais jovens que encontrem seu papel no mundo, independente de eventual aprovação em exames vestibulares.

Mesmo quando se estuda Filosofia, em tais escolas, não se pretende com esse ensino preparar a mente do jovem para o questionamento porque o questionamento não cabe em exames vestibulares. O ensino da Filosofia é dirigido para o enquadramento.

Jamais saberão pensar com independência, grandeza e senso ético jovens egressos de escolas para vestibular, a menos que esses jovens encontrem em outros espaços sociais a oportunidade que tais escolas lhes negaram.

          A fixação em exames vestibulares é tão grande que escolas circunscritas a esse papel chegam a disputar a concorrência com suas congêneres apresentando cifras de aprovação. Quando conquistam para suas clientelas colocações em “primeiro lugar” nas provas, toda uma massa publicitária exalta o feito.

          Jovens aprovados em primeiro lugar serão, necessariamente, os melhores profissionais no futuro?

Ou ampliando a indagação: jovens campeões serão os mais felizes, os mais integrados, ou se despedaçarão em conflitos e frustrações porque aprenderam a supor que nossa existência é uma corrida de Fórmula Um?

          Não se trata apenas de questionar as “escolas para vestibular”. Atrás dessa questão visível há um debate muito mais importante e profundo.

A que se destina a educação? Quais são as finalidades de uma escola? Que diretrizes deveremos propor aos jovens para que lhes sirvam como itinerário da existência? O grande valor que deve alimentar nossas vidas particulares e a vida das sociedades é a competição ou a cooperação?

Trata-se de matéria para longas discussões. Este texto apenas propõe quesitos elementares que suponho sejam úteis à reflexão.

 

João Baptista Herkenhoff, 79 anos, magistrado aposentado, Livre Docente da Universidade Federal do Espírito Santo. Autor de: Curso de Direitos Humanos (Editora Santuário, 2011).



 

É livre a divulgação deste artigo por qualquer meio ou veículo, inclusive através da transmissão de pessoa para pessoa.

domingo, 15 de novembro de 2015

COMO DEVE SER O BEIJO - ERICH FRIED - TRADUÇÃO DO ALEMÃO


 

Quando eu te beijo
Wenn ich dich küsse

Não é somente tua boca
ist es nicht nur dein Mund

Nem  somente teu umbigo
nicht nur dein Nabel

Nem só teu regaço
nicht nur dein Schoß

Que eu  beijo
den ich küsse
 

Também beijo teus questionamentos
Ich küsse auch deine Fragen

E teus desejos
und deine Wünsche

Beijo tuas cismas
ich küsse dein Nachdenken

Tuas incertezas
deine Zweifel

Tua coragem
 
und deinen Mut
 

Teu amor por mim

deine Liebe zu mir

E tua liberdade de mim
und deine Freiheit von mir

Teu pé
deinen Fuss
 

Que que veio a mim
 
der hergekommen ist
E novamente partirá
und der wieder fortgeht
 

Eu te beijo
ich küsse dich

Como tu és
wie du bist

E como virás a ser
und wie du sein wirst

Amanhã e depois
morgen und später

E quando meu tempo tiver se esgotado. 
und wenn meine Zeit vorbei ist
 

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

O FENÔMENO MARCO PEIXOTO


Nascido em  Santiago RS, formou-se em engenharia. Elegeu-se vereador. Depois elegeu-se deputado com o apoio de toda a região. E trabalhou muito.
Foi indicado para uma cadeira no Tribunal de Contas.
A par de suas atividades normais passou ao trabalho de integrar os Tribunais de Contas do Brasil e também da América Latina.
Hoje, após uma reunião na Bahia, encontra-se em São Paulo, no TCE, coordenando uma reunião.
Marquinho tem essa vocação de unir, somar, propor.
É um bom pai, bom amigo e sempre foi ótimo filho.
Um dia vai ser prefeito de Santiago. E aí vai ser um salto enorme para o progresso real do Município. Eu disse real.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

"Quem rasteja como um verme não pode se queixar de ser pisoteado."

A frase acima é de Rudolf von Jhering.
A Luta Pelo Direito (em alemão: "Der Kampf ums Recht") é a obra básica do jurista positivista alemão .
Anote mais essas, atualíssimas:

  • ...
  • "O fim do Direito é a paz; o meio de atingi-lo, a luta. O Direito não é uma simples idéia, é força viva. Por isso a justiça sustenta, em uma das mãos, a balança, com que pesa o Direito, enquanto na outra segura a espada, por meio da qual se defende. A espada sem a balança é a força bruta, a balança sem a espada é a impotência do Direito. Uma completa a outra. O verdadeiro Estado de Direito só pode existir quando a justiça brandir a espada com a mesma habilidade com que manipula a balança."
    Rudolf Von Ihering
    •  
    Regra jurídica sem coação é uma contradição em si, um fogo que não queima, uma luz que não ilumina.
    --------------------
    Dirão que eu estou retrocedendo a um mero positivismo. Não. Estamos numa guerra civil e a autoridade não pode ser pusilânime.

    terça-feira, 10 de novembro de 2015

    AQUI A PROVA DE QUE NAS ENCHENTES O MAIOR CULPADO É O HOMEM

    Há semanas que vêm chovendo torrencialmente aqui na nossa estância em Unistalda. Só hoje choveu 112 mm.
    Observem agora as fotos da estradinha  de 7 kms que liga a nossa sede à BR 287.
    Normal, não é?
    Claro, a estradinha está circundada de mata, capoeiras, gramíneas, que dificultam a erosão e retardam o fluxo da água.
    Fosse numa cidade, com suas bocas de lobo cheias de lixo e teríamos uma enchente.




    segunda-feira, 9 de novembro de 2015

    A BADERNA: COMEÇOU A APARECER UM PEQUENO ALENTO

    PRF escolta centenas de caminhões e esvazia greve no norte do RS

    Sob o olhar atento dos patrulheiros federais, motoristas que esperavam desde a madrugada uma oportunidade para seguir pela BR-386 não perderam tempo

    Por: Humberto Trezzi, de Soledade
    09/11/2015 - 19h11min | Atualizada em 09/11/2015 - 20h21min
    PRF escolta centenas de caminhões e esvazia greve no norte do RS Carlos Macedo/Agencia RBS
    PRF escolta dezenas de caminhoneiros na BR-386, em Soledade Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS
    A greve dos caminhoneiros, que parou o tráfego de carga nas estradas gaúchas ao amanhecer desta segunda-feira, sofreu um duro golpe ao entardecer. Viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram de posto em posto da BR-386, no Norte gaúcho, e se ofereceram para escoltar caminhoneiros descontentes com a paralisação e desejosos de seguir viagem.
    O convite foi aceito por centenas, que ligaram os motores das carretas e saíram em comboios. A fila indiana de veículos, encabeçada por carros policiais e trafegando de forma lenta, formou-se em Soledade, Tio Hugo e Carazinho, os principais pontos da paralisação no norte do Estado. Piquetes de grevistas ainda tentaram dissuadir colegas de furarem a paralisação, mas não foram atendidos.

    Sob o olhar atento dos patrulheiros federais, caminhoneiros que esperavam desde a madrugada uma oportunidade para seguir pela estrada não perderam tempo. Em Soledade, os policiais da PRF tiveram uma longa conversa com as lideranças grevistas. Pelo menos 10 patrulheiros cercaram um grupo que encabeçava a paralisação e alertaram para que parassem com as ameaças aos fura-greves.
    O porta-voz dos agentes da PRF, Leandro Wachholz, exibiu inclusive gravações feitas em celulares de motoristas pedindo ajuda da polícia para ir embora. E avisou:
    — Vocês têm direito de fazer greve, de parar seus caminhões. Mas quem deseja ir e vir poderá fazer isso, com nossa proteção. Vai ser sem pedrada, sem ameaça. Eu estou conversando. Se não funcionar, pode um dia aparecer a tropa de choque da PRF, aí vocês vão reclamar, a conversa vai acabar — avisou o policial federal.


    A adoção da escolta por parte da PRF revoltou os grevistas. Alguns gritaram para se fazer ouvir pelos policiais:

    — Fosse o MST bloqueando a rodovia, vocês não iriam retirá-los.

    Com a escolta da PRF, pelo menos metade das centenas de caminhões que se encontravam parados em Soledade debandou. O mesmo aconteceu no vizinho município de Tio Hugo.

    FAZENDO AS PAZES COM O MUNDO, MAS SÓ COM MEU MUNDO POR ENQUANTO




    Realmente estava zangado com essa  esculhambação em que se transformou nosso país. As autoridades pedem que não reajamos contra os assaltos. E os lobos nos devoram impiedosamente como ovelhas covardes e assustadas. O guri da Unisinos de São Leopoldo foi imolado sem pena por causa de 1.500 que iam pagar pelo carro roubado. As mulheres assaltadas são estupradas.
    Estava eu  decidido mesmo a  ir pro pau com quem não deixasse eu passar hoje pelas estradas.
    Calma, calma, me imploravam os amigos.
    Calma nada.
    Por causa de nossa calma de cordeiros é que estamos todos com medo.
    Temos que fazer como em Israel: todos que queiram devem se adestrar com armas de fogo e defesa pessoal.Tudo dentro da lei.
    Mas, como ia dizendo, estava louco para  explodir.
    Por isso vim para a minha querida Unistalda.
    Saí 5,00 da manhã de P. Alegre, cheguei 10,30.
    Agora ouço, na varanda de minha casa os pios das perdizes, das seriemas, da orquestra sinfônica dos pássaros o grande concerto do Anoitecer.
    Ainda existe um lugar: com mais bichos e menos gente.
    Dedico essa crônica aos que preferem morrer como tigres do que serem imolados como cordeiros pelos chacais covardes que se valem da certeza da impunidade.

    NÃO HÁ MAIS AUTORIDADE. ISSO AINDA VAI DAR ZEBRA

     
    Com bloqueio na BR-392, manifestantes tentam evitar acesso de caminhões ao Porto de Rio Grande Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
    Caminhoneiros abordam colegas impedindo que sigam pela estrada Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
    A passagem de caminhões na BR-392, em Pelotas, está bloqueada desde as primeiras horas da manhã na zona sul do Estado. Motoristas que aderiram à paralisação nacional impedem a passagem de veículos de carga no km 66 da rodovia com o objetivo de evitar o acesso ao Porto de Rio Grande.
    -----------------------------------------------
    É o caos se instaurando, num retrocesso à barbárie.
    em tempo: as execuções que acontecem todos os dias  são desvendadas?
    ........................................
    Ao menos 10% dos assaltos tem seus autores descobertos?
    ---------------------------------
    vale a pena fazer o B.O.?
    -------------------------------------
    Ante a ausência do Estado, estou legitimado a eu mesmo fazer valer meus direitos?
    Estou só perguntando.

    domingo, 8 de novembro de 2015

    AFINAL, PARA QUE SERVEM OS GOVERNOS?

    Escrevo não para os doutos e sim para pessoas simples.
    Houve um momento em que abdicamos de nós mesmos, individualmente, resolvermos nossos litígios.
    O homem imaginou o Estado ( em todos os níveis de suas competências) para administrar a Justiça, a Segurança, a moeda, etc.
    O indivíduo teve que, embora com relutância, abrir mão de sua  vingança privada, de sua liberdade total, para conferir ao Estado o Poder de reger nossas vidas.
    Hoje, no Brasil e no RGS o que se vê é o caos. Mortes e mortes, execuções, propinas, corrupção, prefeitos festeiros, deputados com contas ilegais no Exterior e o pior: ausência total do Estado.
    Tiraram-nos o direito de portar uma arma, mas não nos dão segurança alguma.
    Amanhã anuncia-se mais uma bagunça dos caminhoneiros ( detalhe: eu sou caminhoneiro e tenho CNH D para dirigir caminhão). Eles vão fechar estradas e as Polícias Rodoviárias não vão fazer nada, nada , nada. Ao contrário, vão contemplar, enquanto nós lhes pagamos vencimentos para agirem.
    Quero ir amanhã para a estância. Sei que em São Sepé vai haver uma barreira ilegal. Tenho o direito de passar.
    E vou passar de qualquer jeito, por bem ou por mal. 
    Tenho direito de ir e vir.

    sábado, 7 de novembro de 2015

    E DÊ-LHE FESTA COM DINHEIRO PÚBLICO





    Chego em Xangri La e constato a triste realidade estampada pelo Jorge Loeffler em seu blog, Praia de Xangri La.
    Pavilhões armados na praça Central, avenida Paraguassu em meia pista, ônibus de  conjuntos musicais, som alto, barulheira.
    Tudo  pelo " progresso" do Município.
    Eu já tinha , num programa da TV Pampa, em que estava o Prefeito, dito a ele que essas coisas beiravam as raias da improbidade ( para dizer o menos).Agora,  querido leitor, raciocina comigo: é ou não é que a lagosta, o caviar, o vinho chileno e até artigos de menor necessidade como o leite e o pão, subiram? É ou não é que tu, que ainda não estás na fase adulta, vais ter que cancelar teus passeios para apertar a mão do Pato Donald na Disney?
    O que todos temos que fazer em casa? cortar os gastos, né meijmu?
    E o que dirá se usarmos o dinheiro dos outros, como é caso do dinheiro público?
    Claro, eu não acredito que os prefeitos festeiros " repartam" o dinheiro gasto nas " ditas promoções culturais" com os empresários dos festerês. Não, nunca, claro que não.
    Nem que estejam recebendo uma " beirinha" para as próximas campanhas eleitorais.
    E ainda há quem ache tudo isso muito lindo.
    Pelo que se vê das fotos foi muito cultural o evento.